Segurança de dados: como se proteger dos ataques cibernéticos?

Os ataques cibernéticos, infelizmente, ainda são muito comuns e fazem parte do “lado negro” da internet, podendo trazer muita dor de cabeça. Por isso, pensar em soluções que reforcem a segurança de dados faz parte do dia a dia de quem procura se prevenir.

Pensando nisso, separamos um conteúdo bastante pertinente sobre a segurança de dados e sobre como se proteger desses ataques. Então, se você se interessou e quer saber mais, continue a leitura e aproveite.

Sequestro de dados

Como o objetivo final de quem comete esse crime é conseguir dinheiro, o roubo de dados costuma ser uma forma de ataque bastante utilizada. Isso acontece quando os hackers conseguem acesso às informações de valor e as extraem do banco de dados original, impedindo que o verdadeiro dono consiga ter acesso a elas.

A prática mais comum para a execução do sequestro de dados é o uso de um ransonware, nome dado ao tipo de software nocivo que restringe o acesso à máquina infectada da vítima até que ela pague pelo resgate (ranson, em inglês) do seu equipamento.

De acordo com dados do FBI, aproximadamente 3 bilhões de reais foram pagos em resgates a máquinas infectadas por algum tipo de ransonware, o que dá uma ideia da gravidade do problema.  Em geral, o ataque ocorre por meio de um e-mail malicioso — como os que se passam por bancos e solicitam o download de um suposto programa de proteção —, ou websites.

E como é possível se precaver?

Apresentaremos abaixo 5 atitudes utilizadas para aumentar a segurança de dados da sua empresa, por isso, fique atento a todas elas.

1. Invista em um software com um bom sistema de segurança

Da mesma forma que uma casa sem boa estrutura não é um local confiável, uma empresa que não conta com um software de segurança com um padrão rigoroso de atualizações fica muito mais exposta a vulnerabilidades.

Para entender quais são as soluções mais atualizadas do mercado, converse com especialistas de outras empresas e a da Lumi Software, leia matérias e faça comparações de preços. Com um pouco de pesquisa, rapidamente se encontra o produto que melhor se ajuste às necessidades do seu negócio.

2. Desenvolver uma política de segurança da informação

Como ocorre em quase todas as áreas, a grande maioria das falhas acontecem devido a erro humano, muitas vezes por falta de informação. Como diz o ditado: conhecimento é poder.

Portanto, desenvolva uma política de segurança da informação, explicando aos colaboradores as principais ameaças que podem ser encontradas — no mundo físico ou  na web — e como eles podem se prevenir.

3. Instruir os funcionários e incentivar a adoção da política

Com a política criada, a estratégia é fazer com que todos leiam, compreendam e apliquem o que está no documento. Para isso, todas as lideranças precisam estar de acordo com as normas da política, executá-las e incentivar seus subordinados a fazer o mesmo.

É possível que, dependendo da área, alguma flexibilidade no acesso ou download de arquivos precise existir. Nesses casos, é sempre importante alinhar com o gestor a explicar aos colaboradores o porquê da exceção.

4. Realizar periodicamente os updates de segurança

Efetuar as atualizações recomendadas pelo próprio sistema operacional ou pelo software de segurança é uma prática importante para garantir que sua máquina esteja o mais protegida possível de ataques externos.

Reforce com a equipe de TI a importância de atualizar todas as máquinas e procure desenvolver essa consciência dentro da empresa, para que a prática seja vista como uma forma positiva.

5. Bloquear o download automático

Uma dica prática, mas não menos importante, é configurar todas as máquinas para evitar o download automático de arquivos no navegador. Muitas vezes, o vírus entra por meio dessa transferência e o usuário, sem perceber que não baixou o arquivo que esperava, acaba executando-o e ativando a ameaça.

Apresentamos acima algumas dicas para aumentar a segurança e conscientização da empresa sobre as formas mais comuns de ataques cibernéticos e como eles podem ser reduzidos.

0

Adicione um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked*