Quais as aplicações do sistema de PDV no controle financeiro?
22 de janeiro de 2019
Big Box Sudoeste inaugura com Lumi Gerencial
1 de fevereiro de 2019
Exibir tudo

Conheça as 3 principais funções de um sistema de supermercado

Um sistema de supermercado pode se integrar a diversos equipamentos periféricos, como balanças e impressoras; pode ser acessado via tablet; consegue se conectar com outros serviços, como o de proteção ao crédito (SERASA) ou de programas de fidelidade e pontuação de compras (DOTZ). Essa tecnologia possui funcionalidades capazes de melhorar a experiência do cliente e atender aos anseios de otimizar seu orçamento e ser atendido de forma ágil, conforme constatou a PwC.

Aliás, o estudo Total Retail 2017 apontou que 55% dos consumidores entrevistados dizem comprar ao menos uma vez por mês em lojas físicas e o mesmo percentual indica que também fazem pedidos online usando um PC. Para os especialistas consultados, se os varejistas investissem em outros formatos de loja, como showrooms, bem como na experiência omnichannel, o percentual de visitas às lojas físicas seria maior.

Quer descobrir como um sistema de supermercado pode apoiar no aumento de visitantes ao seu estabelecimento, na fidelização de clientes e na melhoria da experiência de compra? Então continue lendo e confira quais são as principais funções dessa tecnologia e como ela auxilia essas ações!

1. Gestão de estoque eficiente

Um dos principais atributos que contribuem para a satisfação e boa experiência de compra para 80%  dos consumidores é a capacidade de verificar rapidamente o estoque em outra loja da rede ou online.  Contudo, apenas 57% dos clientes se dizem satisfeitos ao avaliar essa característica das lojas físicas.

Por isso, um bom sistema de supermercado deve possibilitar que a equipe de atendimento consulte o estoque da loja ou da rede e informe para o cliente se determinado produto está disponível.

Além disso, uma boa gestão de estoque reduz a necessidade de empenhar o capital de giro do supermercado na aquisição de produtos com pouca demanda. A ferramenta pode apoiar, por exemplo, para a definição de um estoque máximo, impedindo que uma quantidade superior à delimitada seja comprada antes que os itens sejam efetivamente vendidos.

Ela também apoiaria na definição do estoque mínimo ou ponto de ressuprimento quando a empresa deve enviar uma ordem de compra aos seus fornecedores para evitar o desabastecimento de sua loja.

2. Cadastro descomplicado de clientes

Coletar dados de clientes, atualizá-los ou consultá-los durante a passagem das compras pelo caixa é uma tarefa quase impossível de ser realizada, pois pode gerar filas, demora no atendimento e insatisfações nos consumidores.

No entanto, um bom sistema de supermercado automatiza a coleta de informações básicas, como os dados atrelados ao CPF do consumidor, cria um cadastro para aquela pessoa e possibilita mapear todas as suas interações com a rede de lojas. Isso auxilia criar campanhas personalizadas  para o perfil de cada cliente e, com isso, aumentar o faturamento da loja.

3. Administração de parcerias e fornecedores

Parcerias com fornecedores pode ajudar sua empresa a vender mais sem precisar investir em estoque. É o caso da utilização de estoque consignado, por exemplo. Nesse caso, os itens podem ficar em sua loja ou em poder do fornecedor e você só pagaria quando ocorresse uma venda.

O problema dessa estratégia é que ela obriga a administração de um estoque de terceiro. Ou seja, você precisa saber se os itens ainda estão disponíveis antes de vender maiores quantidades.

Um bom sistema de supermercado permite a integração com outros softwares e facilita a administração de estoques, programas de fidelidade e emissão de cupons promocionais para outras lojas, por exemplo.

Conclusão

O sistema de supermercado deve otimizar a relação do cliente com a loja, reforçar a facilidade de comprar naquela rede e favorecer a fidelização, aumento de vendas e faturamento do estabelecimento, conforme foi apontado pela PwC. Por isso, avalie se a tecnologia usada em seu estabelecimento executa essas funções e verifique se não é tempo de mudar para atender aos anseios de seus clientes.

Se quiser aprofundar seus conhecimentos sobre inovações para o varejo, leia o relatório Total Retail 2017, ele apresenta várias dicas e pontua algumas mudanças no perfil dos compradores que devem ser consideradas.

Agora que você sabe quais são as principais funções de um sistema de supermercado, entre em contato com a Lumi Software e conheça todas as funcionalidades e vantagens em usar nossa tecnologia em seu estabelecimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o e-book grátis!
Guia prático: otimize processos da sua empresa de varejo!
Baixar Agora!

Send this to a friend