Lumi Software implementa self-checkout na Rede de Supermercados Campelo, em Tocantins

A cada vitória de um cliente, um motivo de orgulho para a Lumi Software. Parabéns, Supermercados Campelo, pela inauguração da mais nova unidade da rede em Araguaína, Tocantins! Uma loja planejada para superar a expectativa do consumidor, não só pelo número de 26 PDVs (checkouts), mas também por toda estrutura bem montada de mix, corredores, prateleiras, ambiência e equipamentos.

Em meio à implantação, destaque em inovação da Lumi, no momento: do total, 4 PDVs são self-checkout (autoatendimento). Nesse caso, não há a necessidade de um funcionário para realizar as compras – que devem ser limitadas a 15 itens – e o pagamento ocorre somente com cartão. Uma verdadeira parceria ganha-ganha, na qual o consumidor foge das filas e o lojista economiza, dispondo de apenas um monitor como facilitador das operações nos self checkouts.

 

Com o foco sempre no resultado e no crescimento do cliente, o sistema de automação do varejo implantado pela Lumi Software em toda Rede de Supermercados Campelo é o SAC Gerencial, com o mix completo em soluções, que vão de “A” a “Z”, em gestão comercial. Agora entra em ação toda a estrutura de pós-venda e sucesso do cliente da Lumi Software. E que venham as próximas lojas!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Self Checkout: conheça essa tendência de mercado

Você precisa melhorar a performance de sua empresa? Sugerimos começar pela melhoria no atendimento ao cliente, e a tecnologia pode ser uma aliada nesse processo. Para otimizar o atendimento ao cliente, uma alternativa efetiva é disponibilizar o serviço de self checkout.

Embora esse conceito esteja sendo utilizado há muito tempo nos Estados Unidos e na Europa, no Brasil o serviço ainda é uma novidade e isso o torna um diferencial em termos competitivos.

Por essa razão, é interessante que comece a avaliar os benefícios que essa solução pode trazer não apenas para sua empresa, mas também para a rotina dos seus consumidores. Foi pensando em ajudá-lo que elaboramos este artigo.

Continue a leitura e confira!

O que é self checkout

Antes de mais nada, vamos entender o termo da solução. Quando falamos em self checkout, nos referimos a serviços de autoatendimento ou autosserviço. Significa que em vez de uma pessoa ajudar nas compras, o cliente faz isso sozinho ou com o auxílio de algum equipamento.

No caso dessa solução para supermercados, o cliente se depara com um caixa automático que dispensa a presença de um funcionário para registrar os itens escolhidos. Nesse equipamento, há um dispositivo que registra os produtos e faz a cobrança por meio de máquina de cartão e monitor para comunicação visual.

A prática é mais conhecida em estacionamentos, onde o consumidor paga sozinho pelo serviço, e aeroportos, quando se faz o check-in. O setor varejista, apesar de mais atrasado, vem inovando com o tempo. E, com isso, a comodidade e a conveniência estão ganhando visibilidade no setor.

Tudo o que facilita e agiliza o atendimento nesse segmento é valorizado. E quando se opta por melhoria do ambiente de trabalho e ganho de tempo na hora do atendimento para o consumidor, certamente se ganha atenção das pessoas e do mercado no geral.

Benefícios do self checkout

Depois de entendido o conceito, é importante saber que tanto o consumidor quanto o proprietário do estabelecimento se beneficiam com essa evolução no serviço varejista. Se, por um lado, o empresário precisa fazer um esforço inicial de mudanças em sua empresa, por outro, ele começa a colher de forma imediata os bons frutos advindos da modernização na forma como vê e atende seus clientes.

Quando se investe em novas formas de agilizar e modernizar processos, bem como entender, gerenciar e melhorar o atendimento de clientes, os resultados são sentidos imediatamente.

Confira, portanto, alguns benefícios que ajudam a entender o impacto dessa solução:

Aumento das vendas

Todos buscamos agilidade e praticidade no dia a dia, no caso dos consumidores é a mesma coisa. E quando falamos que no mesmo espaço que fica instalado um caixa convencional podem ser colocadas três unidades do equipamento de self checkout, estamos falando em maior agilidade no atendimento.

Assim como no pagamento de estacionamentos ou check-in de companhias aéreas, a tendência é que esse tipo de solução passe a fazer parte do dia a dia do brasileiro. Pois tudo que visa agilizar e facilitar a rotina diária do cliente tem uma aceitação muito grande de mercado.

Para a maioria das pessoas, fazer compras é uma necessidade e não um programa prazeroso. Muitos consumidores abrem mão de parte do seu tempo de descanso ou, de estar com a família para ir às compras.

Um ambiente de compras que oferece maior agilidade no atendimento, além de apostar numa tecnologia que torna seus serviços mais rápidos, consegue atender de forma mais rápida e com melhor qualidade um número maior de indivíduos. Com isso, pode-se vislumbrar um impacto positivo no faturamento desse estabelecimento.

Economia

Como o propósito do autosserviço é dispensar o funcionário no atendimento, o proprietário pode diminuir o quadro de funcionários e reduzir sua folha de pagamento. Como já dissemos, no mesmo espaço físico ocupado por um caixa convencional é possível instalar até três equipamentos de self checkout. Além disso, um único equipamento é capaz de realizar o trabalho de até três funcionários juntos. Então, em vez de fazer o serviço que o equipamento pode realizar, o colaborador fica apenas monitorando as máquinas e os clientes, intervindo apenas quando necessário.

Em supermercados maiores a conta pode ser ainda mais visível, uma vez que a substituição dos colaboradores por máquinas também fica maior. Pode-se manter apenas colaboradores treinados no auxílio do autosserviço. Assim, quando o consumidor tiver dificuldade ou o equipamento apresentar algum problema, o funcionário, devidamente treinado, entra em cena para resolver.

Contudo, é necessário que você tenha um responsável para orientar os clientes sobre a utilização do self checkout. Nesse caso, apenas um colaborador é suficiente para atender a demanda de, no mínimo, três caixas automáticos. O propósito principal da adoção dessa tecnologia é agilizar o atendimento e reduzir os custos relativos à mão de obra.

Além disso, outro aspecto que merece ser destacado, e que faz do self checkout uma questão a ser analisada, é que o setor varejista está entrando em uma nova era, muito mais dinâmica e inteligente.

Além dos ganhos diretos que se pode imaginar, o varejista ainda atende uma expectativa de mercado cada vez maior. Na maioria dos casos, depois que o consumidor conhece essa tecnologia ele passa a considerá-la indispensável, colocando você em vantagem frente à concorrência.

Contribuições do self checkout para o seu negócio

Começar a usar o self checkout no seu negócio vai beneficiar não somente sua empresa como também seu cliente. Por isso, para aprimorar seu conhecimento sobre gestão, sugerimos dois livros. O primeiro, Visual Merchandising, de Louis Bou, explica detalhes de exibição de produtos em vitrine e PDV. O outro, Administração de Varejo, do professor Fauze Najib Mattar, é um guia completo com conceitos, metodologias e técnicas para gestão em varejo.

No geral, a intenção é facilitar o atendimento, reduzir o tempo de espera, diminuir custos com folha de pagamento, evitar desgaste no relacionamento com consumidores e funcionários, otimizar o espaço e aproveitamento da loja e, ainda, automatizar alguns processos básicos e indispensáveis do seu negócio.

Conclusão

Esperamos que este artigo possa ter ajudado a entender melhor o conceito de self checkout e as vantagens de aplicá-lo em seu negócio. Hoje em dia, investir na melhoria de processos de atendimento ao cliente tem sido a diferença entre o fracasso e o sucesso para muitos varejistas. Por isso é importante estar atualizado sobre o que é tendência nesse nicho de mercado.

Se você gostou do tema e deseja ficar por dentro de outros assuntos tão importantes quanto esse, curta a nossa página no Facebook!

Confira 4 benefícios do self checkout para supermercadistas

Self Checkout vem ganhando cada vez mais espaço no setor supermercadista brasileiro. A tendência tem atraído inúmeros gestores de lojas e estabelecimentos comerciais com perspectiva de inovação.

O serviço consiste, basicamente, em caixas de autoatendimento em que o consumidor assume a função de escanear e pagar por suas próprias mercadorias. O fato de brasileiros estarem cada vez mais familiarizados com a tecnologia tem viabilizado a implementação do sistema por aqui.

Por isso, neste conteúdo mostraremos os principais benefícios do Self Checkout para supermercadistas. Quer entender mais? Então continue a leitura do artigo para conferir tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

1. Redução de custos e uso de espaço físico

Existem variados formatos de Self Checkout e, em geral, as tecnologias são capazes de transformá-lo em uma central de autoatendimento com cerca de um terço do tamanho de um terminal de atendimento comum.

Isso significa que, no mesmo espaço, é possível instalar três caixas com sistema Self Checkout. Ou seja, o serviço proporciona economia com infraestrutura, já que exige menos para atender mais.

Vale ressaltar, também, que o uso dessa tecnologia ajuda a reduzir custos com mão de obra, já que o número de colaboradores por pontos de vendas é proporcionalmente reduzido.

Por exemplo, um único funcionário pode administrar de 3 a 6 Self Checkouts de uma só vez, acompanhando e auxiliando os clientes durante o processo de compras.

2. Melhoria na experiência do consumidor

Sem dúvidas, um dos maiores benefícios do serviço é o exponencial aumento no índice de satisfação dos clientes, principalmente aqueles que possuem poucas mercadorias e não precisam mais enfrentar um dos maiores inconvenientes dos supermercados: as enormes filas.

A possibilidade de realizar seu próprio atendimento reduz o tempo do processo em até 30%, tornando a experiência do consumidor muito mais positiva, a ponto de fidelizá-lo à marca.

3. Aumento do faturamento

Segundo uma matéria do Portal APAS, o retorno de investimento em estações de Self Checkout é rápido e rentável, pois o fluxo de clientes na loja é significativamente mais alto, consequentemente aumentando o faturamento da empresa.

O fato de fidelizar os consumidores ao estabelecimento gera um ciclo de vendas promissor e com longa duração, pois além das mídias tradicionais para divulgação do serviço, o cliente satisfeito acaba assumindo o papel de promotor.

Isso significa que o indicará para amigos e familiares, convidando-os a conhecer o serviço. Além disso, é um fato que o Self Checkout desperta a curiosidade dos consumidores. E se eles tiverem uma experiência positiva, o indicarão para cada vez mais pessoas.

4. Aumenta o índice de competitividade da loja

Um dos maiores benefícios da implementação do Self Checkout, considerando que é uma tendência em ascensão e que tem sido aderida por inúmeros empreendedores brasileiros, é o aumento da competitividade da empresa.

Afinal, se o consumidor puder escolher, optará pelo estabelecimento que proporcione mais agilidade, conforto e autonomia durante as compras.

Conclusão

Como você pôde conferir neste artigo, o Self Checkout é uma tendência que vem ganhando cada vez mais espaço nos supermercados brasileiros. Implementá-lo é uma forma de garantir competitividade à sua marca e mantê-la atualizada no mercado moderno.

Para otimizar ainda mais os conhecimentos e técnicas aplicáveis em sua empresa, além de se manter atualizado no contexto de um mercado composto por consumidores digitalizados, considere a leitura do livro Varejo e Brasil: Reflexões Estratégicas, da editora Gouvêa de Souza.

Você ainda tem alguma dúvida sobre os benefícios do Self Checkout? Quer saber como podemos ajudar? Então entre em contato com a gente para entender mais!

5 tendências de varejo para 2018

Quando chega o fim do ano, é natural que comecem as discussões sobre as tendências de varejo para o ano seguinte. Por isso, separamos alguns conceitos, sistemas e tecnologias com grandes chances de sucesso ao longo de 2018, e que você deve levar em consideração para alavancar os resultados do seu negócio.

Continue acompanhando este post e aprenda quais são as 6 principais tendências de varejo com potencial de destaque para o próximo ano.

1. Varejo híbrido

O varejo híbrido é um termo que, provavelmente, se tornará cada vez mais conhecido. Ele propõe que as lojas passem a vender produtos de outras marcas de interesse do seu público-alvo, a fim de aumentar o ticket médio de compra por cliente.

Por exemplo: uma loja que venda blusas de artistas famosos pode ceder uma parte do seu espaço físico para que uma livraria venda títulos relacionados aos artistas ou ao estilo musical em si. Além disso, pode fazer parceria com uma lanchonete ou restaurante cujo cardápio agrade ao perfil do seu consumidor. Em troca, a lanchonete e a livraria também abririam espaço para a loja de blusas.

2. Self-checkout

Algumas lojas já utilizam o serviço de self-checkout, que ocorre quando o consumidor paga a compra em um terminal de autoatendimento — aparelho muito similar ao encontrado em redes de cinema. A tendência — chamada de varejo de autosserviço — é que cada vez mais marcas adotem essa ferramenta, pois facilita bastante o processo de pagamento.

3. Uso constante de vídeos

A criação de conteúdos em vídeo já é uma realidade no relacionamento entre marcas e consumidores. Essa estratégia tende a ser cada vez mais utilizada para divulgar lançamentos, engajar e fidelizar o público-alvo.

4. Melhoria da experiência de compra mobile

Empresas que não se preocupam com o funcionamento do seu site ou plataforma e-commerce em dispositivos móveis já estão em desvantagem. Isso porque um domínio que não tenha sido pensado para acesso em smartphones e tablets pode inviabilizar as vendas.

Por isso, melhorar ou até mesmo reestruturar todo o site, tornando-o responsivo para funcionar perfeitamente no mobile, é fundamental para as companhias ganharem novos clientes no próximo ano — e nem depois.

5. Personalização de atendimento e conteúdo

Invista no uso de Big Data e de sistemas de controle para melhorar a experiência do consumidor, tanto via online — oferecendo, por exemplo, produtos de acordo com o histórico de compras no banco de dados — como também em lojas físicas. No segundo caso, quando o cliente fornece um documento de identidade, a loja já receberia a relação de peças disponíveis no local — e também mais adequadas ao gosto do consumidor.

Além dos pontos que elencamos neste post, temas relacionados à segurança de dados também farão cada vez mais parte da rotina do setor. Outras possíveis tendências de varejo são o uso de tecnologias vestíveis — também conhecida como wearable — e a integração da Internet das Coisas (IoT) no mercado.

Gostou das nossas dicas? Então compartilhe este conteúdo em suas redes sociais para que outras pessoas conheçam as principais tendências de varejo para 2018.

Self Checkout: conheça essa tendência de mercado

Você deseja desenvolver o seu negócio e sabe que, para isso, precisa melhorar o atendimento ao cliente. Porém, sua dúvida é não saber exatamente por onde começar. Já pensou em disponibilizar o serviço de self checkout?

Embora esse conceito já esteja sendo utilizado há muito tempo nos mercados americanos e europeus, no Brasil o serviço ainda é uma novidade, o que o torna um diferencial em termos competitivos.

Por essa razão, é interessante que você, como gestor, comece a avaliar os benefícios que essa solução pode trazer não apenas para sua empresa, mas também para a rotina dos seus consumidores.

Foi pensando em lhe ajudar que elaboramos este artigo. A seguir, vamos apresentar de forma clara e objetiva tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Continue a leitura e confira!

O que é self checkout

Antes de mais nada, é importante compreender o que é o self checkout. Basicamente, o termo se refere a um serviço de autoatendimento que é disponibilizado aos clientes por meio de caixas automáticos, ou seja, sem a necessidade de um funcionário para passar as compras.

Benefícios do self checkout

Em relação aos benefícios do sistema, os pontos principais a destacar são a praticidade para os clientes e a economia para os lojistas.

Sem longas esperas na fila do caixa

Para começar, é preciso que você entenda que, ao instalar os self checkouts em seu estabelecimento, você estará oferecendo uma opção para o cliente fugir das filas — especialmente nos dias de maior movimento.

Sabe aquele cliente que não costuma fazer grandes compras, mas sim as famosas “compras de sacolinha”? Então, para ele essa solução certamente será de grande utilidade. Além disso, os apressados de plantão que passam apenas para comprar meia dúzia de produtos também serão beneficiados pelos terminais de autoatendimento.

Em outras palavras, o self checkout é mais direcionado às pequenas compras e, por isso, o recomendado é que você limite a quantidade de produtos aceitos — a maioria dos supermercados permitem no máximo até dez itens.

Economia na mão de obra e agilidade no atendimento

Já no que diz respeito à economia, a conta é simples: no espaço necessário para um caixa tradicional, é possível colocar até três de autoatendimento, sem contar com a vantagem de que não será preciso ter um funcionário para realizar as operações.

Contudo, é necessário que você tenha um responsável para orientar os clientes sobre a utilização dos self checkouts. Nesse caso, apenas um colaborador é suficiente para atender a demanda de, no mínimo, quatro caixas automáticos.

O propósito principal da adoção dessa tecnologia é agilizar o atendimento e reduzir os custos relativos à mão de obra. Além disso, outro aspecto que merece ser destacado, e que faz do self checkout uma questão a ser analisada, é que o setor varejista está entrando em uma nova era, muito mais dinâmica e inteligente.

Para concluir, não poderíamos deixar de mencionar que o pagamento das compras deve ser realizado somente via cartões de crédito, pelo menos no Brasil. Porém, a opção para pagar em dinheiro provavelmente estará sendo oferecida em breve, já que nos Estados Unidos e nos países da Europa isso já é possível.

Esperamos que este artigo possa ter lhe ajudado a entender melhor o conceito do self checkout e as vantagens de aplicá-lo em seu negócio. Se você gostou desse tema e deseja ficar por dentro de outros assuntos tão importantes quanto a esse, curta a nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no YouTube!