060A9105

Lumi Gerencial na rede Big Box: agora também na nova loja da 512 Sul

A Rede de Supermercados Big Box consolida a sua expansão em grande estilo. No último dia 27 de março inaugurou a 18ª unidade, agora na 512 Sul. “Esta loja traz tudo que há de mais consistente em nossas operações: um supermercado voltado para atender bem a vizinhança”, comemora Bruna Habika, diretora do grupo varejista.

E é fácil perceber muitos atributos, mesmo fazendo um passeio menos comprometido pelo interior da nova operação. São setores bem organizados, além de um mix de produtos que atende até o cliente mais exigente. Na verdade, ressalta um padrão já consolidado na Rede Big Box: qualidade, complementariedade, ambiência, merchandising e tecnologia, tudo aplicado ao varejo. E quando falamos dos avanços tecnológicos, a Lumi Software tem orgulho de ser parceira da rede Big Box há 12 anos, relação que nasceu quando ainda eram apenas sete lojas. “O nosso compromisso com o passar dos anos sempre foi oferecer as melhores soluções de ‘A’ a ‘Z’ ao grupo Big Box, atendendo e superando expectativas”, comenta Rodrigo Vidal, diretor da Lumi Software.

Com o foco sempre no resultado e no crescimento do cliente, o sistema de gestão implantado pela Lumi Software na nova operação Big Box é a versão mais avançada da nossa automação comercial: o Lumi Gerencial. Implementado em todas as lojas Big Box, além da rede Ultrabox (atacarejo), que também faz parte do grupo, o software dispõe de tecnologia de ponta, além de ampla capacidade de aumentar a performance e a eficiência do varejo, com o máximo de automação e o mínimo de manutenção.

Entenda a importância da Gestão de Processos na sua empresa

A gestão de processos pode ser definida como a interação entre as atividades que são desenvolvidas em uma empresa pelos seus diversos setores. Dessa forma, esse sistema gerencial transfere um olhar global para a companhia e não um modelo administrativo voltado para departamentos, seções e setores. Essa visão organizacional leva em consideração que as ações de uma empresa não são desenvolvidas apenas por determinados grupos, mas pelo envolvimento de diversos setores em um mesmo projeto.

Assim, podemos afirmar que a gestão de processos é uma forma de padronizar e melhorar a metodologia de trabalho adotada por uma empresa. Para isso, utiliza uma estratégia abrangente que garante a participação de todos os envolvidos — diretoria e colaboradores — na força de trabalho. Esse método garante mais comprometimento por parte dos empregados com a qualificação e melhoria das atividades desenvolvidas pela empresa.

Investimento em qualidade

O mercado é bastante competitivo e essa competição tende sempre a aumentar. Para manter a competitividade, uma empresa precisa desenvolver diferenciais e buscar a inovação. Nesse quesito entra a cultura da qualidade, que busca obter melhores desempenhos na cadeia produtiva, na oferta de serviços e, consequentemente, na qualidade das atividades que são desenvolvidas pelas organizações.

Investir em gestão de processos é buscar um modelo de melhoria contínua dos trabalhos corporativos — e isso com o envolvimento dos colaboradores. Esse modelo gerencial permite obter melhor desempenho nas diversas variáveis de um negócio: insumos e materiais em geral; informações, dados e conhecimentos; funcionários e colaboradores; máquinas e equipamentos; normas empresariais; e regras e procedimentos inerentes ao negócio.

Gestão de processos em dois modelos

O modelo mais tradicional de gestão de processos é o funcional, em que acontecem relações de subordinação e os processos de trabalho são fragmentados. Porém, devido a necessidade de otimizar o tempo e aumentar a produtividade, muitas empresas estão adotando o modelo sistêmico integrado.

Nessa metodologia as relações são mais dinâmicas e o trabalho em equipe ganha mais destaque. Assim, os funcionários acabam tendo uma visão e atuação mais abrangente durante as operações, pois não se limitam a executar apenas as suas funções principais. Esse modelo promove, ainda, uma mudança no pensamento organizacional.

O modelo de gestão de processos sistêmico integrado amplia o entendimento da empresa sobre os seus produtos e serviços, que passam a ser avaliados desde a sua cadeia produtiva. As organizações passam a investir em melhorias nos processos produtivos e de negócios, o que gera aperfeiçoamento nos produtos e serviços que são entregues aos clientes, além de otimizar o tempo de produção e reduzir os custos.

Os benefícios

Optar por fazer a gestão de processos faz com que a empresa consiga se antecipar, gerir e responder melhor às mudanças mercadológicas. Além disso, gera uma redução nos erros de produção, o que torna a empresa ainda mais competitiva. Com mais compreensão dos produtos e serviços, a organização passa a ter um nível de informação mais completo e que melhora as tomadas de decisões.

De modo geral, podemos afirmar que a gestão de processos reduz o tempo de ciclos dos processos, diminui custos, melhora a eficiência interna, melhora a qualidade do trabalho e aumenta a satisfação do cliente.

Gostou deste artigo sobre a gestão de processos? Leia também esse artigo sobre como fazer um planejamento estratégico. Clique e baixe gratuitamente nosso Guia Prático: Otimize os Processos na sua empresa de varejo!