060A8740

Webinar “QuickData: os dados do seu negócio na palma da sua mão”

O Webinar, que é 100% online e 100% gratuito, abordará:

– O que é o QuickData?;
– Demonstração do uso e como a ferramenta pode fornecer informações imprescindíveis sobre o desempenho de vendas do seu varejo;
– Segurança de dados fornecidos em tempo real, em respaldo às regras da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoas (LGPD);
– Como explorar informações assertivas a respeito das tendências de venda;
– Como otimizar os fluxos do seu negócio.

Conheça mais o nosso palestrante clicando aqui.

Para fazer a sua inscrição basta clicar aqui.

 

Automação comercial: vale a pena o investimento?

Todo empreendimento almeja garantir o máximo de eficiência em suas atividades. Isso ajuda a controlar os processos realizados, gerenciar melhor as finanças, bem como administrar o fluxo de clientes — o que, indiretamente, pode gerar mais lucros. Mas, como é possível alcançar esse resultado? Basta investir na automação comercial.

Essa é uma estratégia competitiva que pode ser implementada pelas empresas a fim de aprimorar os procedimentos manuais e alcançar uma otimização eficiente. Qualquer negócio pode adotar a automatização, porém ela traz ótimos benefícios principalmente para o varejo.

Existem diversas formas de implantar a automação comercial que variam conforme as demandas do empreendimento e do setor de atuação. Entre as mais utilizadas, podemos citar: CRM (sistema de gestão de relacionamento com o cliente), ERP (sistema de gestão integrada) e sistemas de pagamento.

Continue lendo este post para compreender porque vale a pena o investimento em automação comercial. Boa leitura!

Maior segurança nas operações

A automação comercial aumenta significativamente os acertos referentes ao lançamento de informações, já que muitos dados são gerados automaticamente pela ferramenta. Dessa forma, é possível reduzir o risco de erros e fraudes.

Sem contar que alguns sistemas permitem que as atividades de rotina sejam vistas em tempo real, facilitando a detecção de problemas com mais rapidez, o que evita cenários críticos.

Aumento da eficiência operacional

A eficiência operacional é conseguida após otimizar o tempo de trabalho dos colaboradores — ao excluir serviços desnecessários e melhorar as obrigações do dia a dia —, conduzindo a equipe para processos que são mais relevantes ou que trazem melhores resultados. Assim, aumenta a produtividade dos profissionais, tais como as chances de cumprir os objetivos propostos.

Suporte à tomada de decisão

Por intermédio de determinados sistemas é possível gerar relatórios e acompanhar a performance geral dos processos. Com isso, você pode criar procedimentos mais acertados, redefinir o planejamento, determinar novas metas e tomar decisões de curto, médio e longo prazos.

Tudo isso graças a uma base de dados precisa, que expressa bem a realidade em que a empresa está inserida — aumentando a probabilidade de as ações serem mais eficazes.

Redução de custos

A minimização de erros e necessidade de correção, a melhor utilização do tempo colaboram para que os custos gerais sejam diminuídos, à medida que os colaboradores se tornam mais ágeis e produtivos e os desperdícios são reduzidos.

Acompanhamento do desempenho de vendas

Descobrir quais são as necessidades dos seus clientes e qual é o perfil de compra de cada um deles é essencial para melhorar as vendas e o relacionamento com o seu público-alvo.

Nessa perspectiva, a tecnologia pode ajudar a monitorar o processo de compra/venda e o índice de lucratividade. Assim, o gestor, passa a saber quais abordagens e promoções podem ser praticadas para aumentar o giro das mercadorias e impulsionar as vendas.

Conclusão

Depois das informações ditas acima, podemos concluir que a automação comercial realmente vale a pena, não é mesmo? Portanto, basta pesquisar e analisar as soluções que mais atendem às necessidades do seu negócio para fazer a melhor escolha.

Gostou deste post? Aproveite e entre em contato conosco. Nós, da Lumi Software, temos um portfólio de ferramentas bastante variado que certamente suprirá as demandas do seu varejo. Não deixe de conferir!

Entenda como a Business Intelligence pode ajudar o varejo!

Por décadas, o Business Intelligence (BI) foi algo reservado apenas para as grandes multinacionais do varejo, que o usavam principalmente para fins de análise financeira e produção de relatórios simples. Nos últimos anos, tudo isso mudou.

Atualmente, ele contribui para que empresas de todos os tamanhos aumentem a eficiência operacional, melhorem a relação custo-benefício e consigam uma clara diferenciação competitiva em ambientes de negócios cada vez mais competitivos.

Neste artigo vamos mostrar a você como se beneficiar das soluções de Business Intelligence e seus impactos positivos em diferentes aspectos do varejo. Boa leitura!

Previsão e planejamento com Business Intelligence

A capacidade de prever os desejos, necessidades e comportamentos dos clientes e relacionar essas informações com os produtos que você tem nas prateleiras: eis a chave para o sucesso no setor varejista.

Com uma solução de Business Intelligence, você pode analisar o histórico de compra dos seus clientes e identificar padrões que o ajudarão a antecipar futuras tendências de compras. Isso, por sua vez, levará a estratégias de marketing mais precisas e a um melhor gerenciamento de estoque em todos os pontos de venda.

Gestão de preços e custos

Encontrar o equilíbrio ideal entre a precificação dos produtos e os custos pode ser um grande desafio. Os produtos devem ser precificados para gerar a máxima lucratividade possível, e os que ficam parados no estoque merecem cuidados redobrados. Ou seja, é mais rentável reduzir drasticamente os preços, transferi-los para outras lojas ou deixá-los ocupando espaço nas prateleiras, esperando que alguém os compre?

O Business Intelligence facilita a realização desse tipo de análise, para que você possa antecipar os resultados de cenários específicos e, consequentemente, tomar decisões melhores e mais bem informadas.

Promoções

As ferramentas de BI permitem uma visão aprofundada sobre quem está comprando, o que estão comprando, como estão pagando e outros elementos essenciais para estruturar promoções que atinjam seu público-alvo com precisão, aumentando o retorno sobre investimentos realizados. Esse é o primeiro passo para o fortalecimento da marca e um melhor posicionamento no mercado.

Não só as aplicações de Business Intelligence no varejo são praticamente infinitas, como também são inúmeras as ferramentas que sua empresa pode escolher. Embora as necessidades variem muito e dependam do tamanho do negócio e do escopo das operações, há 2 recursos essenciais que sua empresa obterá ao escolher uma solução de BI. São eles:

  • acesso a dados em tempo real: uma empresa deve ser ágil na tomada de decisões. Informações desatualizadas podem levar a escolhas ruins, afetando vendas, reposição de recursos, produtividade das equipes e outras funções críticas;

  • integração: uma solução de Business Intelligence, para ser efetiva, precisa acessar e combinar informações de todas as suas fontes de dados, tais como transações de vendas, crédito interno, compras de mercadorias, gerenciamento de preços e CRM etc.

Desempenho de vendas

Quais lojas estão cumprindo suas metas, e quais não? Quais produtos estão vendendo e quais não saem das prateleiras? Você precisa de informações para entender o que está funcionando e o que não está indo bem em seu negócio — e o Business Intelligence pode providenciá-las.

Armado com essas informações, você identificará rapidamente lojas, produtos e colaboradores de baixo desempenho — e poderá tomar medidas corretivas imediatas.

Gostou do nosso artigo? Então, confira nosso guia prático para otimizar processos na sua empresa de varejo!