O que é frontoffice e backoffice? E como a tecnologia pode ajudá-los a ter um desempenho melhor?

Você sabe como estão os processos internos da sua empresa? Está realizando, de fato, uma gestão eficiente do que ocorre nesse ambiente? Isso é fundamental para que possa conseguir resultados de fato positivos, levando a um crescimento sustentável e saudável do negócio.

Para isso, é importante saber como administrar as atividades de frontoffice e backoffice, compreender as funções de cada um deles e identificar como a tecnologia pode auxiliar nesses dois pontos.

Para isso, continue lendo nosso artigo e tire suas dúvidas sobre o assunto.

O que é backoffice?

Backoffice, ou retaguarda, diz respeito às atividades de apoio de uma empresa, que dão suporte para que as atividades de frente possam ser executadas e os produtos ou serviços cheguem até o cliente final.

Normalmente a equipe de backoffice não estabelece muito contato com o cliente. Em geral, atua na sustentação da empresa, em planos de retaguarda e, eventualmente, de contingência. Estão entre eles controle financeiro, os profissionais de TI, entre outros.

Suas funções não estão diretamente ligadas à produção, mas oferecem todo o suporte para o funcionamento do negócio, mesmo que não estejam “aos olhos” do cliente.

O que é frontoffice?

Frontoffice, ou linha de frente, diz respeito às atividades “de frente” da organização, ou seja, aquelas que tenham alto contato com o cliente. Pense em todas as atividades que estão diretamente ligadas com o seu público.

Por exemplo, se seu negócio trabalha com venda de produtos, todo o processo “de linha de frente” perpassa o controle de inventário, acionamento do estoque, a produção do item (caso seja um item confeccionado sob demanda) e a entrega até as mãos do cliente.Tudo isso, faz parte das operações de frontoffice.

Quais são as suas diferenças?

Essencialmente as diferenças entre frontoffice e backoffice dizem respeito à ligação das funções com a atividade fim da empresa. Enquanto frontoffice está relacionado com as atividades que atingem diretamente o cliente, o backoffice é o responsável pela sustentação dessas atividades no negócio.

Quem faz parte do backoffice e do frontoffice de uma empresa?

Os setores que fazem parte do frontoffice de uma empresa são:

  • logística;
  • armazenamento e estoque;
  • vendas;
  • marketing;
  • transporte.

Já os setores que compõem o backoffice são:

  • TI;
  • contabilidade;
  • jurídico;
  • financeiro, entre outros.

Como utilizar a tecnologia para integrar processos nas empresas?

Frontoffice e backoffice precisam trabalhar de forma integrada para que a empresa consiga executar suas funções. Não adianta ter um produto incrível se não há suporte para a execução das funções que possibilitam a sua produção.

E para potencializar esses processos, saiba quais são as tecnologias que podem auxiliar na integração entre esses dois pontos e otimizar as rotinas internas do negócio.

Utilize CRMs

O CRM (Customer Relationship Management) são soluções que visam estabelecer um gerenciamento de relacionamento entre empresa e público, potencializando os processos que tenham foco no cliente.

Utilize ERPs

O ERP (Enterprise Resource Planning) diz respeito a sistemas que visam realizar uma gestão integrada entre os diversos segmentos da organização, permitindo a união dos setores de backoffice e frontoffice. Também permite a automação de uma série de funções técnicas e vitais do negócio.

Essas duas tecnologias – CRM e ERP – quando utilizadas em conjunto, permitem uma gestão integrada que concilie os propósitos de ambos, oportunizando que um potencialize as atividades do outro, e proporcione melhores resultados para o crescimento da organização.

Conclusão

Backoffice e frontoffice são estratégicos para a empresa. A compreensão das funções de cada uma dessas modalidades permite o gestor a ter um maior controle dos processos internos e potencializá-los adequadamente, garantindo um crescimento sustentável da empresa.

Adotar a tecnologia no negócio é fundamental para construir diferenciais competitivos. Para entender mais sobre o assunto, é uma boa ideia ler o livro Tecnologia de Informação: Planejamento e Gestão, de Paulo Rogério Foina.

Quer dicas para melhorar a gestão da sua organização? Conheça o ERP de integração do Front e Backoffice da Lumi Software.

Qual a importância do CRM para a sua empresa?

Vamos começar este post com uma pergunta simples: você conhece o seu cliente? Antes de responder, por que não ler o nosso conteúdo de hoje? Sabemos que muitos empreendedores sabem exatamente o público para o qual pretendem vender ou prestar serviços, mas isso não significa que conhecem o cliente.

O foco em um mercado específico é importante, mas as nuances da sua clientela não necessariamente se assemelham a uma forma genérica. A única forma de realmente conhecer um pouco mais a clientela é por meio do CRM (Customer Relationship Management), ferramenta que tem como objetivo a obtenção, o armazenamento e a administração desse tipo de dado.

É por isso que, no post de hoje, vamos falar um pouco sobre a importância do CRM em qualquer tipo de organização. Confira!

Melhore o desempenho das vendas e marketing

O primeiro grande benefício do CRM é o fato de que as equipes de vendas e de marketing têm o seu desempenho melhorado. Afinal, os profissionais de ambos os setores precisam das informações dos clientes para realizar uma abordagem mais personalizada e focada em suas necessidades reais. É justamente isso que, no fim das contas, garante melhores resultados.

Vale lembrar que é esse atendimento diferenciado que realmente chama atenção do cliente. Em uma pesquisa da Revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios, foi constatado que, para o consumidor, esse é o principal atrativo de uma empresa, superando, inclusive, os preços oferecidos ou a qualidade do produto ou serviço.

Acompanhe o cliente no funil de vendas

Dependendo do tipo de relacionamento que o consumidor já possui com a sua empresa, ele pode se encontrar em diferentes estágios do funil de vendas. Embora existam muitas definições para os níveis desse funil, basicamente temos o fundo, o meio e, por fim, o seu topo. Em todos esses momentos o cliente possui necessidades diferentes.

Com o CRM, você consegue acompanhar o desenvolvimento do cliente em cada uma dessas etapas e realizar ações direcionadas!

Integre os dados da empresa

Uma situação muito comum no meio empresarial são os problemas gerados pela descentralização de dados. Um exemplo é quando departamentos diferentes, como as vendas e o marketing, por exemplo, possuem informações distintas sobre os mesmos clientes. O resultado, é claro, são os famosos ruídos de comunicação internamente.

Para acabar com a desinformação é fundamental contar com algum sistema que seja capaz de centralizar e integrar todos os dados da organização. Assim, os diferentes setores podem colaborar para enriquecer ainda mais o banco de dados da empresa e não torná-lo um verdadeiro caos.

Trabalhe na fidelização dos clientes

Por fim, ao juntar todas as informações anteriores, já podemos deduzir qual é a grande importância do CRM para uma empresa. Com esse sistema, é possível garantir a fidelização da clientela, afinal, todas as ações desenvolvidas pelas equipes terão como base a informação, e não meros achismos.

Os planos de marketing serão voltados para cada estágio do cliente no funil, e o departamento de vendas conseguirá conduzir todos os clientes do topo do funil até o fundo, onde a fidelização é possível.

 Para saber mais sobre a Lumi Software e o que fazemos, entre em contato com um de nossos consultores clicando aqui.