Por que a tecnologia cloud gera mais segurança para sua informação?

Investir em servidores físicos e locais pode ser muito caro e inviabilizar o uso para a maioria das pequenas empresas, que não contam com grandes orçamentos para tecnologia.

Sendo assim, a Cloud Computing deixou de ser apenas uma tendência para o futuro e transformou-se rapidamente em uma saída para milhares de empresas de todos os portes ao redor do mundo, que buscam segurança para suas informações e menos gastos em TI. Confira, muito mais sobre esse assunto!

A tecnologia cloud

A Cloud Computing pode ser implementada de diversas formas e não apenas para o armazenamento de dados, como muitos podem supor, mas a tecnologia por trás desse conceito é muito simples: existe um servidor (a tal “nuvem”), que pode ser acessado de forma remota, e que muitas vezes faz parte de uma grande infraestrutura, disponibilizada pelos fornecedores de cloud computing.

A divisão dos servidores pode ser lógica ou física e sua empresa tem acesso remoto a todos os dados, ou seja, possui mobilidade para utilizar a informação de qualquer local do mundo.

As vantagens da cloud para a segurança da informação

São várias as vantagens que existem em adotar a cloud computing para o armazenamento de informações, visando a segurança e proteção dos dados. Entre as principais estão:

Níveis de acesso

É possível, entro de uma plataforma de armazenamento em nuvem, aplicar níveis de acesso, permitindo que apenas alguns profissionais possam acessar determinadas informações.

Essa configuração também pode estar disponível em servidores locais — porém, nesse caso, são necessários muito mais tempo e investimento. No caso da cloud, os níveis de acesso são nativos e podem ser utilizados a qualquer momento.

Backup constante

Criar e gerenciar rotinas de backup, além de garantir a integridade das cópias, é essencial para a segurança da informação. Isso garante que, no caso de qualquer problema ou imprevisto, um backup possa ser restaurado e os dados estejam a salvo.

Na cloud, as cópias são realizadas de forma constante e pode-se realizar configurações, por meio de apenas alguns cliques, para determinar a periodicidade e melhor momento para que elas sejam realizadas.

Criptografia

Outro ponto interessante que sua empresa terá acesso ao se utilizar da tecnologia de cloud computing é a criptografia de dados, realizada diretamente pelo fornecedor da solução.

Dados criptografados evitam o vazamento de informações sensíveis que estejam sob sua responsabilidade, sejam elas de sua empresa ou seus clientes. Assim, mesmo que alguém tenha acesso indevido aos dados, essa pessoa não poderá fazer uso deles.

Investimentos

Ao manter o armazenamento de dados localmente, todas as manutenções e novas aquisições de equipamentos são de inteira responsabilidade de sua empresa, que deverá manter todos os investimentos para evitar que sua infraestrutura fique obsoleta.

Ao optar por utilizar a cloud computing, o fornecedor da solução é o responsável por investir para manter toda a infraestrutura de seus servidores atualizada, sendo que à sua empresa cabe apenas arcar com a assinatura de seu plano de armazenagem.

A importância da cloud para as empresas

Estamos vivendo na era da informação e cada vez mais soluções e ferramentas compõem o ambiente de uma empresa, tornando-se essenciais para a sua efetividade no mercado.

Contudo, esse aumento no ambiente de TI também auxilia no crescimento no número de brechas que podem ser utilizadas por hackers e cibercriminosos para coordenar ataques em busca de seus dados e de seus clientes.

Assim, a cloud computing se mostra como a melhor saída para obter uma proteção mais efetiva contra as investidas de pessoas mal intencionadas, sendo que empresas de qualquer porte podem optar por essa solução devido à pouca demanda de investimentos.

Conclusão

Se deseja se aprofundar ainda mais no assunto, os autores Brian J. S. Gee e Curtis Franklin Jr. mostram, no livro Computação em Nuvem – Tecnologias e Estratégias, como a tecnologia da informação evoluiu com o tempo para que o uso da cloud computing se tornasse não apenas viável, mas essencial no mundo contemporâneo.

Ficou com alguma dúvida ou quer saber melhor como a cloud computing funciona? Entre em contato com a Lumi Software agora mesmo: teremos o prazer de ajudar você!

Invista em tecnologia para a Gestão de Custos no varejo!

O controle de despesas é uma preocupação constante de todo empresário que deseja ver sua empresa crescer – e na dinâmica do varejo, isso fica ainda mais evidente. Mas uma nova realidade vem ajudando os varejistas nesse sentido: a utilização da tecnologia para a gestão de custos.

Com o suporte de ferramentas e sistemas que facilitam a análise e o gerenciamento financeiro da empresa, o corte de gastos e despesas fica mais fácil se ser realizado, evitando prejudicar as atividades que são importantes para o negócio e aumentando a eficiência das medidas.

Neste post vamos explicar como a tecnologia pode ser a sua grande aliada para tornar a gestão de custos mais prática e eficiente. Também vamos procurar esclarecer as principais dúvidas que surgem sobre o assunto. Veja a seguir:

Quais são os benefícios da tecnologia para a gestão de custos no varejo?

Conforme é ensinado no livro Sonho Grande, que conta a trajetória empresarial do homem mais rico do Brasil, Jorge Paulo Lemann, promover uma política de redução de custos constante é um dos fatores essenciais para o sucesso de qualquer empresa.

Para isso, o melhor aliado é um bom sistema integrado para a gestão de custos. Conheça alguns dos principais benefícios ao utilizar essa tecnologia no varejo:

Otimização do tempo

Um dos grandes objetivos de criar padrões em processos como a gestão de custos é otimizar o tempo. Dessa forma, o gestor pode se preocupar mais com a parte estratégica em vez de ficar fazendo o operacional.

Com o auxílio da tecnologia, o tempo para a realização de diversas tarefas é reduzido drasticamente, além de eliminar de vez a existência de várias atividades manuais e burocráticas.

Rotinas como controle de estoque, contabilização de produtos vendidos e etiquetamento de preços, por exemplo, passam a ser realizadas automaticamente – economizando tempo, trabalho e esforço da equipe.

Um sistema de gestão de custos também traz mais agilidade e rapidez no dia a dia da contabilidade da empresa. Ao conseguir gerar informações de forma automática e instantânea, os funcionários do setor são poupados de digitar e calcular todos os dados manualmente.

Melhores decisões

Quando a empresa organiza sua gestão de custos, os gestores passam a identificar de forma clara onde estão gastando cada centavo. Assim, fica muito mais fácil analisar quais despesas são realmente necessárias e quais podem ser cortadas.

Ao centralizar as informações da empresa em uma única plataforma, os gestores passar a ter uma visão mais abrangente do negócio. Com os sistemas de gestão é possível saber, por exemplo, como andam os:

  • fluxos de mercadorias;
  • cálculos de custos unitários e totais;
  • margens de contribuição de cada produto;
  • formações do preço de venda.

Poder acessar todos esses dados com facilidade permite uma tomada de decisão mais veloz e consciente. Tudo isso resulta em uma administração mais estratégica, que consegue analisar melhor as questões mais dinâmicas do negócio – como a sazonalidade e a variação da demanda por um produto, por exemplo.

Controle de perdas

Perdas financeiras acontecem, mas só com organização e dados claros os problemas podem ser identificados com rapidez para que sejam solucionados.

Com um sistema integrado cuidando da gestão de custos, ações como fraudes, furtos e desvios ficam muito mais difíceis de se realizar. A detecção de qualquer perda passa a ser instantânea – possibilitando que as devidas providências sejam tomadas rapidamente.

Além disso, automatizar a gestão de custos garante que todas as transações de compra e venda estejam em conformidade – tanto com as normas da empresa quanto com a legislação.

Tudo o que é feito no sistema de gestão de custos fica registrado digitalmente para ser consultado – podendo ser usado em uma futura auditoria, por exemplo.

Economia com mão de obra

Quando uma empresa investe em sistemas que automatizam a gestão de custos, contabilidade e cobrança, torna-se possível eliminar ou até mesmo realocar parte da mão de obra sem deixar de realizar os processos necessários.

Entregar processos burocráticos e manuais para um sistema automático é uma forma eficiente de utilizar os recursos humanos que uma empresa possui. A automação nessas atividades otimiza o tempo de trabalho da equipe, permitindo que os colaboradores foquem em outras funções mais importantes.

Com isso, a tecnologia permite que a empresa opere em um nível mais intenso e eficiente com o mesmo número de pessoas – resultando em uma maior produtividade e lucratividade.

Aumento da produtividade

O processo de controle de custos é essencial para a saúde financeira de qualquer empresa. Quanto menores forem os gastos desnecessários, maior a produtividade geral da empresa, e consequentemente a sua margem obtida.

Com um sistema de gestão de custos, todo esse controle fica muito mais simples de ser feito. Todas as informações passam a ser disponibilizadas de forma prática e facilitada para o gestor, que consegue detectar melhor onde a empresa pode estar perdendo dinheiro.

Além disso, a menor presença humana nas atividades contábeis faz com que o número de erros diminua, aumentando o nível de assertividade da gestão de custos e elevando a produtividade da empresa no geral;

Centralização de dados

A possibilidade de integração de dados é outra vantagem importante da tecnologia para a gestão de custos. Ao centralizar todas as informações no mesmo lugar, o controle sobre tudo que acontece na empresa fica mais acessível e eficiente.

Se antigamente o relatório de todos os dados era feito manualmente, com o uso de um sistema integrado de gestão de custos todas as informações dos setores de compras, vendas e logística são contabilizadas automaticamente.

Ou seja, o varejista consegue monitorar cada produto desde o pedido do cliente até a saída do estoque, de forma instantânea e sem precisar checar manualmente. Todos as informações de armazenagem, controle e movimentação passam a ser enviadas para a mesma plataforma agilidade e eficiência, evitando que um setor da empresa fique dependendo de outro para ter acesso a esses dados.

Padronização nos processos de trabalho

Um dos maiores benefícios da tecnologia para a área de custos de uma empresa é a padronização de rotinas e atividades. Através de um sistema de gestão financeira, é possível:

  • preestabelecer um roteiro fixo a ser seguido em qualquer operação de compra e venda da empresa, eliminando a improvisação e padronizando o que deve ser feito em cada caso – inclusive na ocorrência de imprevistos ou problemas;
  • determinar as funções específicas de cada membro da equipe, otimizando o trabalho e reduzindo a necessidade de aumentar o número de pessoas no setor;
  • orientar o trabalho de novos integrantes na equipe, reduzindo a curva de aprendizagem e evitando erros durante os primeiros dias;
  • dar flexibilidade para que os gestores estruturem os processos e façam ajustes conforme a empresa vá evoluindo e tendo mais necessidades;
  • evitar que toda a operação seja paralisada em caso de erro ou ausência de determinado funcionário.

Dicas de livros e materiais sobre o tema

  • “Satisfação Garantida: Aprenda a Fazer da Felicidade um Bom Negócio”, por Tony Hsieh. Editora Thomas Nelson, 2010;
  • “A Loja de Tudo”, Jeff Bezos e A Era da Amazon, por Brad Stone. Editora Intrínseca, 2014;
  • “E-Commerce nas Empresas Brasileiras”, por Eduardo Vasconcellos. Editora Atlas, 2005;
  • “Por Dentro do Alibaba: Como a Maior Empresa de e-Commerce do Mundo Está Mudando os Rumos dos Negócios On-line”, por Porter Erisman. Editora Saraiva, 2015;
  • “As Novas Regras do e-Commerce: As Lições do CEO da Rakuten e Kobo Para o Negócio Digital sem Fronteiras no Século XXI”, por Hiroshi Mikitani. Editora Campus, 2013.

Conclusão

Em áreas com fluxo de vendas constante, como é o caso do varejo, o uso da tecnologia faz uma enorme diferença. Sistemas de gerenciamento organizam processos, integram informações, automatizam atividades e reduzem o nível de erros – aumentando a eficiência não só do setor comercial, mas de toda a empresa.

Um software de gestão é um investimento com excelente custo-benefício. Com o auxílio da tecnologia e a facilidade de precisão das informações, fica muito mais fácil reduzir custos sem perder a qualidade.

Explicamos nesse artigo a importância que a tecnologia para a gestão de custos pode ter no seu varejo. Se você gostou da leitura, compartilhe o artigo nas suas redes sociais e contribua para que mais pessoas conheçam melhor sobre o assunto!

 

 

Sabe como habilitar o Layout 4.0 da NF-e no SAC Gerencial?

Como já foi informado anteriormente o Layout 3.10 utilizado na emissão da NF-e foi  DESATIVADO no dia 02 de agosto de 2018.

No caso da NFC-e esta programado para o dia 02 de outubro de 2018, porém em função do grande número de PDV´s instalados, iremos trabalhar como sendo dia 02 de setembro de 2018.

O que eu preciso saber?

 

Leiaute 4.00

O novo leiaute foi implementado para atender as novas especificações da SEFAZ (NT 2016/002 v1.51).

Para isso, é necessário que todo Sistema Operacional seja compatível com o protocolo de comunicação segura dos Web Service TLS 1.2 ou superior.

Não sendo mais possível o uso do protocolo de comunicação segura SSL v3.0.

Protocolo de comunicação segura TLS 1.2

A versão 4.00 dos Web Service requer o uso do TLS 1.2 como protocolo de comunicação segura, sendo necessário ter o .NET 4.5 ou superior no equipamento, o que pode resultar na necessidade de atualizar o Windows

 

.NET framework 4.5 ou superior

O .NET framework 4.5 ou superior é suportada a partir do Windows 7 Service Pack 1 e Windows Server 2008 R2 Service Pack 1

Usuários de Windows 7 Service Pack 1 e Windows Server 2008 R2 Service Pack 1 que não conseguirem estabelecer a conexão com TLS 1.2, devem fazer a atualização do Service Pack 2.

CEST

Passa a ser obrigatório para os produtos enquadrados no regime de Substituição tributária.  Vide a legislação do seu estado, pois pode variar de estado para estado.

Atualização

É obrigatório que as versões dos aplicativos estejam atualizadas na sequencia e versões abaixo ou superiores:

 

 

Etiquetas Eletrônicas: quais os benefícios para o varejo?

Quem administra uma empresa, sabe que rapidez e confiabilidade nos processos diários é fator essencial para se ter sucesso em qualquer negócio. Para quem é do setor do varejo (supermercado, atacarejo, moda), há uma solução que está se tornando tendência entre varejistas, por tornar suas gôndolas mais inteligentes.

Estamos falando das Etiquetas Eletrônicas — também conhecidas como Electronic Shelf Label (ESL). Essa tecnologia substitui a tradicional etiqueta de papel, que já conhecemos nas prateleiras das lojas e supermercados, por dispositivos eletrônicos.

Os benefícios reais e diretos são percebidos logo em seguida, pois, integrado às etiquetas, há uma solução de software gerencial capaz de resolver inúmeros problemas do dia a dia de um varejista.

Eliminação da divergência de preço na loja

A maioria das lojas de varejo usam etiquetas tradicionais para informar o preço de cada produto. Por esse mesmo motivo é comum ouvir reclamação de clientes na hora de pagar pelas compras, pois o preço cobrado no caixa é diferente do anunciado dentro da loja.

Já com as Etiquetas Eletrônicas, o valor anunciado é atualizado assim que inserido ou alterado no sistema da empresa, que reúne todas as informações necessárias e pertinentes sobre cada produto. Dessa forma, a divergência de valores é eliminada, evitando desgastes desnecessários com o cliente.

Melhor comunicação sobre promoções

Promoções geralmente têm data e hora para começar e terminar. Além disso, dependem de fatores como disponibilidade de estoque do produto em questão, validade, etc. Todas essas informações se consideradas, dificultam muito qualquer campanha promocional, quando as alterações na prateleira são feitas manualmente.

As Etiquetas Eletrônicas possuem tecnologia de comunicação e apresentam diretamente nas gôndolas informações como: preço, informações de promoções, informações técnicas sobre o produto e informações de nível gerencial, como dados de estoque. Dessa forma, é possível planejar, agendar promoções de forma automática e instantânea na loja.

Sustentabilidade na prática com Etiquetas Eletrônicas

A economia também é uma das grandes vantagens dessa solução. O processo manual de rotular os produtos nas prateleiras, bem como alterar os preços, pede a presença de alguém que se desloca a cada alteração de informação do produto.

Com essa tecnologia, esse processo se torna automático, instantâneo e sem a necessidade de interferência humana. Além de evitar transtornos com erros que geralmente acontecem, custos com papel e impressão são dispensados.

Integração com e-commerce em lojas omnichannel

Uma das vantagens mais importantes dessa solução é a possibilidade de integração com e-commerce em lojas omnichannel. Isso porque além de automatizar grande parte dos processos de uma loja, a ferramenta compartilha informações em tempo real com a plataforma.

Benefícios Adicionais

É grande a quantidade de necessidades que essa solução pode atender, entre as mais comuns estão:

  • caixas confiáveis que funcionam ininterruptamente;
  • geração de informações fiscais corretas;
  • controle compras x vendas;
  • agilidade no atendimento;
  • fidelização de clientes;
  • controlar o crédito a clientes;
  • controlar as perdas e as quebras identificadas;
  • evitar as fraudes na frente de loja;
  • evitar as fraudes no recebimento;
  • cupom fiscal eletrônico;
  • dúvidas sobre o SPED (Escrituração Eletrônica de Documentos);
  • precificação de mercadorias.

Saia na frente

Os tempos mudaram e, com isso, também mudou a maneira como o consumidor escolhe se vai continuar comprando na sua loja ou na do concorrente. E para continuar sendo a preferência dos seus clientes, além de conquistar outros, é bom estar sempre atento à melhoria no atendimento deles.

Hoje em dia a questões como desenvolvimento e crescimento do seu negócio, melhoria da gestão dos processos internos da sua empresa, melhor controle da informação estratégica, redução de custos, já podem contar com a ajuda da tecnologia.

Conclusão

Além de introduzir as Etiquetas Eletrônicas no seu negócio é preciso saber como melhor apresentar seus produtos e gerenciá-los. Por isso, para aprimorar o seu conhecimento sobre gestão, sugerimos os livros:

  • “Visual Merchandising” de Louis Bou — que explica detalhes de exibição de produtos em vitrine e PDV;
  • “Administração de Varejo” de Fauze Najib Mattar — guia completo com conceitos, metodologia e técnicas para gestão em varejo.

Aproveite também e fale com um dos nossos consultores e entenda como essa e outras soluções podem melhorar e muito o desempenho do seu negócio.

5 estratégias de marketing para aumentar as vendas no supermercado

O setor supermercadista do Brasil terminou 2017 de vento em popa, com um faturamento de R$ 353,2 bilhões, um crescimento de 4,3% em comparação com 2016, segundo os dados divulgados pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Com o mercado aquecido e o surgimento de novas modalidades de venda — como os famosos atacarejos —, o segmento se mostra mais competitivo do que nunca, com as marcas precisando reinventar para aumentar as vendas no supermercado e não ficar para trás.

Com esse cenário, fica cada vez mais importante fidelizar os clientes atuais e atrair novos compradores, como forma de garantir que o seu negócio não perca espaço de mercado. Para ajudar, apresentamos abaixo algumas práticas que fortalecem a intenção de compra, retiradas do site Helioprint. Acompanhe!

5 atitudes que podem ajudar a aumentar as vendas no supermercado

1.Coloque produtos essenciais longe da entrada

Produtos como leite, ovos e temperos são alguns dos itens que as pessoas mais procuram quando vão a um supermercado. Pensando nisso, uma estratégia válida seria colocar essas e outras embalagens em pontos bem afastados, para que os clientes circulem mais no ambiente, aumentando as chances de que eles façam mais compras.

2. Organize os produtos estrategicamente

Colocar em prateleiras próximas itens usados em conjunto também é uma tática comum para incentivar o desejo de consumo ou “lembrar” compradores esquecidos de coisas que possam estar em falta. Colocar, por exemplo, o molho de tomate perto do macarrão e do queijo ralado é um exemplo de organização inteligente.

3. Divulgue ofertas exclusivas pelas redes sociais

As redes sociais são ótimos canais para atrair a atenção dos clientes, já que o brasileiro é um dos povos que passa mais tempo navegando no smartphone e também adora quando há algum nível de personalização em uma sugestão de compra. De início, as divulgações podem ser feitas de forma mais simples, como um cupom de desconto ou o desconto de um determinado produto.

4. Invista em tecnologia

O mercado de varejo é um dos que mais consegue se aproveitar dos benefícios que a tecnologia proporciona. Atualmente, existem soluções como a etiqueta eletrônica, cujo preço do produto muda de acordo como dia ou horário, e a câmera de calor, que registra os movimentos dos consumidores para identificar os corredores mais visitados. Há também soluções mais acessíveis, tudo vai depender do porto de seu mercado e da quantia que possa ser investida.

5. Aplique a psicologia das cores na disposição dos produtos

De acordo com o livro “Psicodinâmica das Cores Em Comunicação”, escrito por Modesto Farina, tons como vermelho, amarelo e laranja devem ser utilizados quando o objetivo for despertar o interesse das pessoas. Enquanto tons “puxados” para o verde e azul geram sentimentos mais calmos. Com essa regra em mente, é importante pensar na melhor forma de mostrar os itens para que cada um consiga seu destaque na prateleira.

Além das sugestões indicadas, você pode obter mais informações que ajudem no crescimento das vendas conferindo os posts Ticket médio de supermercados: 5 dicas para aumentá-lo e Quais as seções mais lucrativas de um supermercado?

Conclusão

As dicas acima podem ser de grande serventia para quem deseja aumentar o fluxo de vendas do seu estabelecimento. Porém, é importante lembrar que de nada adianta caprichar na propaganda se o cliente não encontra o produto anunciado disponível para compra.

Quer mais informações sobre alternativas que podem te ajudar a controlar melhor o fluxo de mercadorias? No artigo “Gestão da demanda: a importância de ter sempre produtos disponíveis” explicamos mais sobre a como realizar o gerenciamento dos itens para conseguir, de fato, aumentar as vendas no supermercado. Boa leitura!

Agora que você já sabe como aumentar suas vendas, é só nos seguir no Facebook, no LinkedIn e no Google Plus para conferir outros conteúdos sobre assuntos que vão melhorar de verdade a vida financeira da sua empresa.

Saiba que é possível ter seu controle de compras todo automatizado.

Controles de Venda e Relatórios criados por Especialistas do Varejo

  • Administre seus fornecedores com eficiência, saiba tudo o que prometido no pedido e verbas negociadas;
  • Coloque em primeiro lugar a importância do produto que ele vende e não a sua marca;
  • Compre somente o que você realmente precisa e aumente seu capital de giro para investir no que vale a pena;
  • Crie metas para o departamento comercial e para a loja, e permita analisar a eficiência e comprometimento dos setores.

Conheça mais sobre “Compras”, para receber nossos materiais faça o download grátis.

Clique aqui

 

Automação comercial: vale a pena o investimento?

Todo empreendimento almeja garantir o máximo de eficiência em suas atividades. Isso ajuda a controlar os processos realizados, gerenciar melhor as finanças, bem como administrar o fluxo de clientes — o que, indiretamente, pode gerar mais lucros. Mas, como é possível alcançar esse resultado? Basta investir na automação comercial.

Essa é uma estratégia competitiva que pode ser implementada pelas empresas a fim de aprimorar os procedimentos manuais e alcançar uma otimização eficiente. Qualquer negócio pode adotar a automatização, porém ela traz ótimos benefícios principalmente para o varejo.

Existem diversas formas de implantar a automação comercial que variam conforme as demandas do empreendimento e do setor de atuação. Entre as mais utilizadas, podemos citar: CRM (sistema de gestão de relacionamento com o cliente), ERP (sistema de gestão integrada) e sistemas de pagamento.

Continue lendo este post para compreender porque vale a pena o investimento em automação comercial. Boa leitura!

Maior segurança nas operações

A automação comercial aumenta significativamente os acertos referentes ao lançamento de informações, já que muitos dados são gerados automaticamente pela ferramenta. Dessa forma, é possível reduzir o risco de erros e fraudes.

Sem contar que alguns sistemas permitem que as atividades de rotina sejam vistas em tempo real, facilitando a detecção de problemas com mais rapidez, o que evita cenários críticos.

Aumento da eficiência operacional

A eficiência operacional é conseguida após otimizar o tempo de trabalho dos colaboradores — ao excluir serviços desnecessários e melhorar as obrigações do dia a dia —, conduzindo a equipe para processos que são mais relevantes ou que trazem melhores resultados. Assim, aumenta a produtividade dos profissionais, tais como as chances de cumprir os objetivos propostos.

Suporte à tomada de decisão

Por intermédio de determinados sistemas é possível gerar relatórios e acompanhar a performance geral dos processos. Com isso, você pode criar procedimentos mais acertados, redefinir o planejamento, determinar novas metas e tomar decisões de curto, médio e longo prazos.

Tudo isso graças a uma base de dados precisa, que expressa bem a realidade em que a empresa está inserida — aumentando a probabilidade de as ações serem mais eficazes.

Redução de custos

A minimização de erros e necessidade de correção, a melhor utilização do tempo colaboram para que os custos gerais sejam diminuídos, à medida que os colaboradores se tornam mais ágeis e produtivos e os desperdícios são reduzidos.

Acompanhamento do desempenho de vendas

Descobrir quais são as necessidades dos seus clientes e qual é o perfil de compra de cada um deles é essencial para melhorar as vendas e o relacionamento com o seu público-alvo.

Nessa perspectiva, a tecnologia pode ajudar a monitorar o processo de compra/venda e o índice de lucratividade. Assim, o gestor, passa a saber quais abordagens e promoções podem ser praticadas para aumentar o giro das mercadorias e impulsionar as vendas.

Conclusão

Depois das informações ditas acima, podemos concluir que a automação comercial realmente vale a pena, não é mesmo? Portanto, basta pesquisar e analisar as soluções que mais atendem às necessidades do seu negócio para fazer a melhor escolha.

Gostou deste post? Aproveite e entre em contato conosco. Nós, da Lumi Software, temos um portfólio de ferramentas bastante variado que certamente suprirá as demandas do seu varejo. Não deixe de conferir!