Ebook – Entenda como funciona a conciliação bancária no segmento de supermercado

Fazer a conciliação bancária consiste em comparar os registros internos da empresa com os valores indicados no extrato de sua conta bancária. Ou seja, é uma conferência que avalia se estão corretamente refletidos no extrato bancário da empresa todos os valores que deveriam ser registrados como entradas, indicados em seu relatório de vendas, notas ou tickets emitidos após cada compra, bem como todas as saídas geradas com pagamentos a colaboradores, fornecedores e tributos ao governo.

Para receber nosso material faça o download grátis

Clique aqui

3 vantagens imperdíveis do modelo Cash & Carry

O modelo Cash and Carry — mais conhecido no Brasil como atacado de autosserviço ou pelo apelido de atacarejo — está indo na contramão da crise e é destaque no setor varejista: em 2016, o faturamento das marcas desse setor cresceu 11,3%, enquanto os hipermercados apresentaram queda de 7,4% na comparação com 2015.

Mas o que ele tem de diferente para fazer tanto sucesso? O conceito de Cash and Carry (Pegar e Levar, em tradução livre) tem como base atender tanto consumidores finais (pessoas físicas) como mercados de pequeno e médio porte, oferecendo bons descontos em produtos comprados em grande quantidade.

A história do modelo Cash and Carry no Brasil

Apesar da fama atual, o conceito não é recente — ele existe por aqui desde 1972, com o lançamento da primeira loja da rede atacadista Makro —, mas ganhou força no final dos anos 2000, quando as marcas Assaí e Atacadão foram compradas pelo Grupo Pão de Açúcar e Carrefour, respectivamente, e passaram a receber mais investimentos para melhorar a estrutura e abrir novas lojas.

Maxxi®, Mart Minas®, Decisão Atacadista®, Mega®, AKKi®, Seta® e Roldão® são exemplos de outras marcas que também adotaram o modelo Cash and Carry, com lojas que apostam nos preços convidativos para atrair novos clientes e dão menos atenção à questão de ambientação das lojas e à distribuição de produtos nas prateleiras, aspectos essenciais em super e hipermercados.

Pelo fato de, inicialmente, aceitarem apenas pagamentos à vista e trabalharem com uma infraestrutura que privilegia o comprador de grandes volumes, as marcas que utilizam o modelo Cash and Carry tinham como público quase que único os donos de estabelecimentos comerciais. Com a crise, muitas famílias mudaram seus hábitos e passaram a frequentar atacados como forma de economizar. Daí surgiu o apelido atacarejo, que apresenta preços de atacado acessíveis para o público varejista.

Os 3 benefícios proporcionados pelo modelo Cash and Carry

1 . Preço

A conta é simples: a partir de uma certa quantidade de unidades levadas, o preço diminui. Dependendo do produto, o valor pode ficar até 50% mais barato do que o encontrado em locais focados apenas no varejo.

2. Tudo em um só lugar

Em geral, os atacarejos ficam em galpões enormes e ofertam produtos para atender a praticamente todas as necessidades que se pode ter ao realizar uma compra para casa. De alimentos, passando por produtos de limpeza e utensílios domésticos, é possível encontrar todos os itens numa mesma loja, ainda que com um número menor de opções.

3. Condições de compra

Por muito tempo, só foi possível realizar compras à vista, mas, com o aumento de interesse por parte do consumidor, muitas marcas atacadistas já oferecem cartões próprios, com benefícios, como parcelamento da fatura em até 24 vezes ou desconto de atacado mesmo que apenas uma unidade seja paga no cartão.

O modelo se concretiza

De acordo com a Associação Brasileira dos Atacadistas de Autosserviço, a tendência é que o crescimento do setor se mantenha em dois dígitos. E, com cada vez mais pessoas passando a ter os locais que usam o modelo Cash and Carry como opção de compra, é uma estimativa que provavelmente se concretizará.

Deseja saber mais notícias sobre o mercado varejista e receber conteúdos que ajudem a otimizar os custos e melhorar a operação do seu negócio? Siga nossas redes sociais no Facebook e YouTube e acompanhe nossas novidades.

Como está seu estoque?

Conheça o controle total de estoque desde a entrada até o lançamento de quebras identificadas e trocas.

  • Gerencie as perdas totais do seu estoque e saiba exatamente o seu CMV.
  • Conheça o processo de recebimento de mercadoria, data de validade e quantidades fora do combinado mínimo;
  • Administre seu recebimento e sua expedição com segurança, conferindo entregas e apurando o custo de frete a pagar
  • Identifique perdas e rupturas.

Conheça mais sobre “Estoque e Perda”, para receber nossos materiais faça o download grátis

Clique aqui

Lumi Software contrata: Técnico de Apoio ao Usuário

– Experiência em atendimento na execução de atividades técnicas referentes ao auxílio na operação de sistemas e na instalação e manutenção dos equipamentos;

– Experiência em manutenção de padrões de configuração de equipamentos e softwares segundo normas estabelecidas pelo departamento;

– Experiência em atividades referentes à operação de sistemas e à instalação e à manutenção de equipamentos de informática;

– Experiência em funcionamento de programas básicos e aplicativos, e orientação a usuários quanto à sua utilização;

– Conhecimentos em sistemas operacionais (Linux e Windows) e operações básicas de administração.

 

Nível Superior completo ou cursando

 

Boa comunicação, proatividade, comprometimento, espírito de equipe e vontade de aprender

 

Disponibilidade de segunda à sexta de 8:15 – 12:00 e 13:00 – 18:00

 

Plano de Saúde Amil 400 (após experiência), Vale Refeição e Vale Transporte

 

Diferencial a ser considerado: Experiência com sistemas ERPs no mínimo 2 anos no varejo

 

Salário compatível com a função, passível de negociação.

 

Enviar currículo para recrutamento@lumisoftware.com.br até 24/01

4 estratégias para redução de filas do caixa em supermercado

Quantas vezes o seu estabelecimento já apresentou aquelas filas de supermercado? Seus clientes demoraram tanto na fila, que até desistiram de comprar os produtos? Saiba o porquê de você não ser o primeiro e nem o último a passar por isso.

Com o avanço da tecnologia do século XXI, um dos grandes empecilhos na fila é o tempo de espera, pois não toleramos mais de 15 minutos. Outra grande causa desse transtorno que passa o cliente são os códigos de barras, por terem modelos diferentes e, portanto, muitas vezes, o operador do caixa tem que digitar os números um por um. Promoções também podem causar filas imensas, se forem feitas de forma errada.

Quer saber, então, como sair dessa situação e diminuir o tempo de espera? Neste texto, vamos mostrar formas simples de como reduzir uma fila de supermercado. Continue com a gente. Vamos conferir.

1. Opte pelo sistema infravermelho

Esse modelo tem sido implantado atualmente nas grandes lojas da Kroger Co., e seus resultados têm sido satisfatórios, pois esses sensores que detectam o calor humano identificam, de tempos em tempos, a necessidade de se abrir outro caixa para desafogar a fila.

O interessante é que essa inovação não substitui o trabalho humano, mas o torna mais proficiente, ou seja, ágil e organizado. Parece que se gasta muito dinheiro com isso, mas é um sistema barato em relação ao custo-benefício.

2. Implante um autosserviço de pagamentos

Uma boa ideia, também, é deixar que as próprias pessoas paguem os produtos. Além de reduzir muito a fila, gerará mais fidelização do cliente, porque ele terá que ter um cartão-fidelidade ou de débito/crédito. A máquina usada é um scanner leitor de código de barras, que é totalmente portátil.

Empresas que desenvolvem esse sistema, podem alcançar uma melhora significativa no congestionamento das filas. Isso já é suficiente, até porque, nos dias tumultuados, não haverá mais demora no atendimento do caixa.

3. Coloque uma etiquetagem eletrônica

Você pode agilizar muito a vida dos clientes e funcionários tendo um sistema que o comprador só precisa pagar a conta quando chegar no caixa, porque, enquanto estiver na fila, os produtos já serão contabilizados por um sensor.

Assim, o checkout pode ser facilitado, e o tempo, diminuído. Isso tem ajudado muitos supermercados gerando um bom retorno.

4. Utilize um Sistema de Gestão

Implantar um Sistema de Gestão ERP para melhoria da parte financeira, de RH, de estoque, de vendas, de fornecimento, entre outros, pode ajudar na otimização das tarefas do supermercado.

Você pode conhecer mais sobre esse método inovador clicando aqui e aumentando, assim, as chances de fazer o seu estabelecimento ser diferenciado e acabar com esse problema de filas.

Lembre-se de que fazer uma boa estratégia na hora de escolher qualquer um desses sistemas sempre é bom, até porque só assim você terá sucesso na sua empreitada.

E aí, leitor? Gostou de conhecer essas dicas sensacionais para acabar com as filas de supermercado? Então compartilhe este texto com seus amigos e conhecidos e ajude-os a melhorar suas lojas também!

Como aumentar o tempo de permanência de cliente em lojas?

Todo mundo já ouviu, em algum momento, a frase que diz “tempo é dinheiro”. Se você possui uma loja de varejo, sabe que o tempo de permanência dos clientes pode influenciar no total gasto por eles. Por trás dessa constatação, existe uma ciência muito interessante para a rentabilidade do seu negócio.

A empresa inglesa Path Intelligence publicou um estudo que descreve uma série de cálculos que mostram os resultados da relação entre o tempo de permanência dos clientes na loja e o volume gasto. O estudo indica, ainda, que se a visita do cliente puder ser ampliada em 1%, isso provoca um aumento de 1,3% nas vendas. Obviamente que você não pode obrigar o cliente a permanecer na loja.

Para isso, usará fatores capazes de influenciar nessa decisão. Continue a leitura e saiba como aumentar o tempo de permanência dos clientes na sua loja.

Crie uma ambientação com som

A música tem um poder estimulante nas pessoas. O volume e o tempo dela podem afetar significativamente o fluxo de consumidores dentro de uma loja. Músicas com ritmo rápido e batidas fortes, por exemplo, fazem com que as pessoas sintam a adrenalina e se movimentem com mais rapidez.

Estude o perfil dos seus clientes e crie uma playlist com as músicas que mais combinam com o perfil identificado e a proposta da loja. Quando ouvem uma canção da qual gostam, as pessoas adquirem uma percepção de tempo mais curta em relação às compras, ou seja, não sentem que os minutos e horas estão passando.

Incremente o seu com outros serviços

Você já percebeu como as grandes lojas estão recorrendo aos serviços-satélites para atrair e aumentar o tempo de permanência dos próprios clientes? Uma rápida ida ao supermercado pode comprovar isto. Nele, você encontra chaveiro, floricultura, casa lotérica, conserto de relógios, lanchonete e outros serviços.

Se você consegue incrementar o seu serviço com outros, nem que seja facilitando o acesso a eles, os clientes tenderão a passar mais tempo dentro da sua loja. Essa integração é convidativa sob o olhar do consumidor. Ao se ver diante dela, ele deseja aproveitar melhor o tempo e dedica atenção às outras necessidades e expectativas.

Melhore o atendimento da sua loja

Ninguém gosta de ser mal atendido, por isso, invista na melhoria do atendimento prestado em sua loja. Promova treinamentos para que os atendentes saibam quais são os diferenciais de cada produto, escutem o que o cliente tem a dizer e apontem as melhores soluções de acordo com as necessidades e expectativas identificadas.

O comportamento do consumidor mudou. Ele não costuma chegar à loja desinformado sobre os produtos e serviços que deseja. Por esse motivo, a sua equipe de atendimento deve estar bem-preparada para esclarecer dúvidas, apresentar soluções e, principalmente, negociar.

Invista em cross-selling

cross-selling é a técnica que estimula o cliente a complementar a compra inicial. Se ele chega à loja em busca de um smartphone novo, por que não oferecer também itens complementares como película e case protetora? Já que ele necessitará desses outros produtos em algum momento, o ideal é oferecê-los no ato da primeira compra.

Essa técnica é muito conhecida nas lojas on-line. Nos pontos de venda ela pode ser aplicada por meio da reestruturação do seu mix de produtos. Mantenha os itens complementares próximos aos respectivos produtos principais, aqueles que geram uma maior conversão nas vendas.

Se você deseja aumentar o tempo de permanência dos clientes na sua loja, invista nas ações citadas acima e prepare-se para desfrutar do impacto positivo que elas trarão no faturamento do negócio.

Você está em busca das melhores soluções em tecnologia? Então encontrou o lugar certo. Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar! Clique aqui!

Conheça as tendências tecnológicas para máquinas de transação

O dinheiro vem sendo cada vez mais substituído por outros meios de pagamento, como cartões de crédito e débito, transferência on-line etc. Isso acontece, principalmente, devido à comodidade e segurança proporcionadas aos consumidores e lojistas. Não é à toa que o avanço das tecnologias nas máquinas de transação é tão considerado.

Já nos próximos anos, muitos processos de cobrança automática serão impactados com a adaptação de novas tecnologias. Interessante, não é? Então, descubra a partir de agora o que são as máquinas de transação em PoS, por que elas são importante e as principais tendências tecnológicas.

O que são as máquinas de transação em PoS?

Primeiro, você deve saber o que é PoS. A sigla é uma abreviação das palavras Point-of-Sales ou Point-of-Services, em inglês. Em português, significa ponto de venda.

Então, uma máquina de transação em PoS é um sistema que combina software, hardware e operadores de caixa que têm a função de auxiliar o cliente a realizar o pagamento via processos automatizados.

Sendo mais específico, são as maquinetas de cartões que você usa para inserir o cartão, digitar a senha e confirmar o pagamento das suas compras no caixa.

Por que as máquinas de transação em PoS são tão importantes?

Um cartão é mais fácil de ser transportado do que um punhado de moedas e cédulas, e, quando a sua loja disponibiliza o pagamento por meio de maquinetas, oferece comodidade ao cliente. Isso facilita muito as vendas, podendo até estimular a compra de um volume maior de produtos.

A sua loja também deixa de acumular dinheiro nas máquinas registradoras e passa a acumular apenas registros de créditos de recebimentos eletrônicos. Isso economiza tempo com o fechamento do caixa, uma vez que não há mais a necessidade de contagem de tanto dinheiro.

Como os valores são transferidos diretamente da conta do cliente para a conta do seu estabelecimento, o dinheiro não passa pelas máquinas registradoras. Isso evita chamar a atenção de bandidos e reduz os riscos de prejuízos com assaltos ou furtos feitos pelos próprios colaboradores.

Quais são as tendências tecnológicas para as máquinas de transação em PoS?

Com o intuito de aumentar a segurança das transações financeiras eletrônicas e proporcionar maior comodidade a clientes e empresários, as tecnologias seguem sendo aprimoradas no setor. Veja agora o que vem por aí:

Biometria

Os pagamentos poderão ser realizados via confirmação por impressão digital, íris e até por reconhecimento de voz. Isso deve eliminar a necessidade de senhas em poucos anos.

Bitcoin

O bitcoin é uma moeda virtual e utilizada mundialmente para a concretização de operações financeiras on-line. Por ser única em todo o mundo, anula as taxas de câmbio comumente cobradas em conversões de moeda. Por isso, em breve, as máquinas de transação serão atualizadas para receberem também esse tipo de moeda.

NFC

A tecnologia NFC (Near Field Communication) usa um mecanismo de identificação por radiofrequência (RFID). Um chip NFC funciona como parte de um link sem fio. Uma vez que é ativado por outro chip, pequenas quantidades de dados entre os dois dispositivos podem ser trocadas quando mantidos a alguns centímetros um do outro.

A NFC atua no sentido de identificar cartões e dispositivos móveis habilitados que são aproximados do equipamento, estabelecendo uma conexão direta com a sua conta bancária e obtendo outras informações pessoais, caso necessário para concluir a operação.

IoT

A IoT (Internet of Things) visa conectar tudo o que for possível à internet, criando uma comunicação autônoma entre máquinas, aparelhos eletrônicos, casas, veículos etc.

Essa integração on-line entre os objetos proporcionará um controle amplo e de forma remota, tudo centralizado em um único painel de controle (Dashboard).

Com isso, espera-se que roupas, alimentos e outros produtos recebam sensores para gerar esse tipo de conexão, facilitando ações de consulta de preço, disponibilidade de estoque e realização de compras na própria prateleira onde são expostos.

Com todas essas tecnologias sendo incorporadas às máquinas de transação, a sua loja precisa dedicar  atenção especial à atualização constante. Afinal, quanto mais seguro e fácil for o pagamento, maiores serão as chances de vender.

Para saber mais sobre a Lumi Software e o que fazemos, visite o nosso website: www.lumisoftware.com ou fale com um de nossos consultores, clicando Fale com um de nossos consultores.