Ebook Guia Prático: Organizando seu varejo para melhores resultados!

Uma das maiores falhas do empresariado brasileiro como um todo é a falta de planejamento. Dessa forma, os gestores adotam uma postura reativa diante dos desafios, em vez de assumirem o controle para atuar proativamente, antevendo suas necessidades, realizando projeções para o futuro, entre outras coisas. Certamente, outro ponto que requer total atenção do varejista é a organização do espaço físico da loja. Por sinal, a disposição incorreta de móveis, mostruários e até mesmo a localização equivocada do trocador podem interferir diretamente na escolha final do consumidor. Sim, esse assunto é tão importante que merece um capítulo próprio.

Para receber nosso material faça o download grátis clique aqui.

Funcionamento no feriado do Dia do Evangélico

 

Prezados clientes e parceiros, em decorrência do feriado do Dia do Evangélico, informamos:

ÁREA COMERCIAL

Quarta-Feira – 30/11/2016 – Dia do Evangélico – Não haverá expediente;

SUPORTE TÉCNICO

Quarta-Feira – 30/11/2016 – Dia do Evangélico  – Atendimento SOMENTE através do nosso Portal de atendimento WEB –  abertura de chamado;

Conheça mais sobre a conciliação de cartões

Para conciliar algo basta contar com as informações de partida e de contrapartida, para fins de comparação. Assim, quando um indivíduo possui a fatura do seu cartão de crédito em mãos, por exemplo, com o histórico de todas as compras efetuadas em determinado mês e confere se os valores são compatíveis com os cupons fiscais, ele está fazendo uma conciliação.

Essa é uma prática comum para as empresas. A conciliação é a forma de avaliar se existem divergências entre informações relativas a vendas, pagamentos e recebimentos.

Quer saber mais como funciona e como fazer a conciliação de cartões com maior eficiência? Então confira!

A conciliação de cartões

A conciliação de cartões segue a mesma lógica. Com a popularização do uso de cartões de crédito e débito pelas pessoas, tornou-se uma tarefa das empresas realizar a conciliação de cartões, buscando conferir se o controle de vendas está alinhado com os valores fornecidos pela operadora de cartão de crédito.

Isso acontece porque muitas vezes os valores são incompatíveis e as empresas acabam saindo no prejuízo. Como existem diferentes tipos de operadoras, essa tarefa torna-se ainda mais trabalhosa, uma vez que as empresas precisam lidar com diferentes tipos de cartões.

Assim, a simples conferência periódica entre o extrato das operadoras e o de controle interno da empresa, torna-se realmente complexa. É preciso verificar os valores, as taxas, os cancelamentos, entre outros a tempo de poder tomar providências diante de eventuais erros.

Como se dá a conciliação?

A tarefa é comparar as operações de vendas realizadas pela empresa com as informações apresentadas pela operadora. Mas como fazer isso de maneira ágil e segura, independentemente da origem dos cartões?

É muito comum ver empresas que trabalham com uma quantidade significativa de funcionários para conferir se as vendas estão em ordem. Embora esse procedimento seja tradicional em muitos empreendimentos, o fato é que com a modernização dos processos, ele já se tornou obsoleto, além de trazer gastos desnecessários para as organizações.

Com o significativo avanço da tecnologia já é possível contar com recursos eletrônicos que são capazes não somente de fazer a conciliação, mas também de trabalhar de maneira automática.

Método manual

Imagine você ter que fazer o registro de cada venda realizada com cartões de crédito e débito, gerar relatórios a respeito dos valores fornecidos pelas operadoras, conferir os lançamentos via extrato bancário, e ainda por cima, ter que fazer as correções em casos de inconsistências? Parece trabalhoso? Pois é assim que muitas empresas atuam ainda hoje, perdendo um tempo que poderia ser dedicado a outras tarefas.

Métodos modernos

Atualmente, todo esse processo pode ser realizado de maneira muito mais simples, através de softwares e plataformas especializadas na conciliação de cartões. São alternativas confiáveis que permitem processar dados relativos a vendas, pagamentos e cancelamentos, entre outros, e organizá-los automaticamente para integrar as informações geradas ao sistema de gestão da empresa.

Isso porque as vendas realizadas são diretamente confrontadas com as informações que constam no banco de dados de cada operadora, para consequentemente serem conferidas através de relatórios elaborados praticamente em tempo real.

Enfim, trata-se de uma alternativa que certamente oferece muitas vantagens para o empreendedor, seja do ponto de vista econômico, seja para garantir maior praticidade à sua gestão.

Gostou do texto? Ajude seus amigos a modernizar seus empreendimentos. Espalhe pelas redes sociais! 

 Entre em contato conosco e veja o que podemos oferecer ao seu empreendimento.