Calendário de Promoções Lumi Scanntech – Mês de Outubro

Venha participar das promoções regulares, organizadas e financiadas pelas principais industrias do Brasil, desenhadas especialmente para clientes Lumi e Scanntech!

Não perca tempo, entre agora em contato com um de nossos consultores, clique aqui. Caso já faça parte desse clube, aproveite as promoções incríveis desse mês de Outubro!

 

 

 

Como se adaptar ao fim do emissor de NF-e gratuito

Tanto a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) quanto de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) serão descontinuados a partir de 1º de janeiro de 2017 — o que significa que não será mais possível fazer download do aplicativo.

Além disso, a versão atual deixa de receber atualizações e, portanto, não haverá qualquer tipo de versão substituta — assim é preciso desde já se preparar e adaptar os processos da empresa às novas soluções para o recolhimento de tributos.

Apesar do aplicativo gratuito ter sido desenvolvido pela Secretaria de Estado de São Paulo (Sefaz), o uso é disponibilizado gratuitamente para empresas de todo o país.

A justificativa para interromper a distribuição do software gratuito do governo, segundo levantamento realizado pelo órgão, é que 92% das empresas já utilizam emissores próprios de NF-e. Já para contribuintes que emitem CT-e, o percentual chega a 96,3% de documentos gerados através de sistemas próprios.

Para não ter problemas futuros, as empresas precisam se preparar para receber as novas regras de validação da NF-e e do CT-e, seja utilizando soluções próprias, incorporadas ou personalizadas a seus sistemas internos. Mas como se adaptar ao fim do emissor de NF-e gratuito? 

Informatize os processos

Embora as mudanças comecem a valer apenas a partir de 1º de janeiro de 2017 é preciso desde já ligar o “sinal vermelho”. Isso porque empreendedores deverão adequar seus processos internos a aquisição de soluções que possam atender a emissão de NF-e e CT-e.

A descontinuidade dos emissores gratuitos é uma excelente oportunidade para empresas modernizarem e informatizarem a gestão empresarial do seu negócio, seja através de um software dedicado exclusivamente a emissão das NF-es ou um sistema integrado, como uma ERP.

É preciso entender que a mudança vai afetar diretamente toda a cadeia de informação fiscal e administrativa da empresa. Por isso, gestores que ainda não utilizam ferramentas tecnológicas poderão enfrentar muitas dores de cabeça e, aqueles que deixarem para última hora poderão se deparar com uma série de dificuldades em todas as etapas de implementação.

Software de gestão empresarial

A vantagem de utilizar um software de gestão integrado é que todas as informações inseridas nas notas fiscais podem ser aproveitadas em outros lugares. Ou seja, se a empresa abastecer o sistema com dados de suprimentos, as informações de estoque serão atualizadas conforme o funcionário responsável emita as notas de transferência ou devolução.

São diversas as opções disponibilizadas no mercado — com preços e funcionalidades variadas — bastando ao empreendedor verificar a que melhor se encaixa nas necessidades da empresa, pensando sempre em curto e longo prazo.

Optar por um sistema de gestão integrado e unificado possibilita não apenas suprir a necessidade de emissão de notas, mas de automatizar os processos, gerar relatórios em tempo real (e com informações precisas), além de melhorar todo o controle fiscal da empresa.

Dicas da escolha de um sistema de gestão

Vejamos algumas dicas que podem ajudar você a buscar soluções que melhor atenda às necessidades da sua empresa:

1. Opte por um software de gestão que seja organizado em módulos

Assim você pode adquirir apenas o módulo emissor da NF-e (o que possibilita pagar apenas pelo que usar). Mas fique atento à possibilidade de realizar um upgrade futuro conforme a empresa cresça e precise de novas soluções.

2. Escolha um sistema em nuvem (100% online)

Isso possibilita acessar qualquer tipo de informação pelo sistema sem a necessidade de instalação — bastando apenas acesso à internet.

Além disso, com um software integrado é possível usar o sistema em qualquer computador, de qualquer lugar e a qualquer hora, através de seu login e senha.

3. Fique atento à escolha de sistemas que sejam atualizados constantemente

É extremamente importante que o software de gestão seja sempre atualizado — o que evita multas e outras penalidades para a empresa.

4. Escolha um sistema de gestão que tenha vários módulos e que sejam integrados ao emissor de notas fiscais eletrônicas

Talvez sua empresa tenha apenas a necessidade de emitir NF-e e CT-e, mas futuramente pode precisar de uma gestão de estoque, vendas, compras e fluxo de caixa.

Antecipe-se e aproveite esse momento de mudança para modernizar a gestão da sua empresa! Entre em contato com um de nossos consultores clicando aqui.

Comunicado NFC-e!

 

Orientações de extrema importância!

 

       O projeto NFC-e, fornece ao usuário uma alternativa totalmente eletrônica para os atuais documentos fiscais em papel, utilizados no segmento de varejo (cupom fiscal emitido por ECF e nota fiscal modelo 2, venda ao consumidor), reduzindo custos de obrigações acessórias aos contribuintes, ao mesmo tempo que possibilita o aprimoramento do controle fiscal pelas Administrações Tributárias. A NFC-e também beneficia o consumidor, ao possibilitar a conferência da validade e autenticidade do documento fiscal recebido.

Enviamos em anexo, um detalhamento importante sobre a utilização do NFC-e Lumi, aplicação da Lumi Software desenvolvida para este controle e monitoramento. Neste informe, ilustramos algumas de suas principais funcionalidades e pré-requisitos para o seu perfeito funcionamento.

Baixar detalhamento. 

 

 

5 dicas de gestão de micro e pequenas empresas que podem mudar seu negócio!

Empreender é o desejo de muitos brasileiros, mas junto com o sonho do negócio próprio vêm todas as obrigações próprias da gestão. Muitos empresários não se preocupam em desenvolver um plano administrativo, pois não têm conhecimento da importância desse planejamento para o posicionamento de mercado, diferenciais competitivos e conquista da clientela. Para alcançar o sucesso, no entanto, os empreendedores devem se preocupar com a gestão de micro e pequenas empresas.

A cultura empresarial precisa ser percebida como fundamental não só para as grandes corporações, mas também para os negócios locais. Os empresários que percebem essa necessidade e buscam desenvolver um modelo gerencial para o seu negócio conseguem enfrentar a concorrência do mercado, melhorar seus produtos e serviços e consolidar a sua empresa.

Neste artigo, separamos algumas dicas que ajudarão no desenvolvimento da gestão de micro e pequenas empresas. Ficou curioso? Então confira os próximos parágrafos e entenda como melhorar os seus processos administrativos.

Faça um bom controle financeiro

O controle financeiro é fundamental para o sucesso dos negócios. Desenvolva um controle de fluxo de caixa registrando tudo o que entra com as suas vendas e tudo aquilo que sai, como pagamentos de funcionários e fornecedores. Esses dados ajudam a planejar a rotina de pagamento e o cronograma de investimento e desenvolvimento da empresa, além de melhorar o controle do fluxo de caixa.

Controle seus custos

Para uma empresa ser competitiva, não deve apenas fornecer produtos ou serviços de qualidade, mas também se preocupar com o controle dos seus custos. Afinal, se sai mais dinheiro do que entra, o resultado será a falência e ninguém quer isso. Adequar os custos de produção com um padrão de qualidade e reduzir gastos na rotina padrão da empresa permite que sobre mais recursos para serem investidos em outros setores.

Escolha bem os seus fornecedores

O seu negócio, de uma forma ou de outra, depende de seus fornecedores: a qualidade dos insumos que eles te fornecem, o tempo que demora a entrega e o custo que isso tem para a sua empresa. Saber escolher um fornecedor que ofereça as melhores condições ajuda a reduzir custos, melhorar o seu preço de venda e, com isso, tornar a sua empresa ainda mais competitiva. Então negocie!

Fique atento às suas contratações

Uma empresa depende diretamente do desempenho dos seus colaboradores, pois são eles que fazem o negócio funcionar. Na hora de contratar os seus funcionários, é necessário ficar atento a diversos aspectos, como os conhecimentos e habilidades.

Essas qualidades podem ser treinadas e desenvolvidas, mas é necessário que elas sejam direcionadas sempre para o desenvolvimento empresarial, caso contrário não surtirá efeito.

Invista em tecnologia

A tecnologia consegue facilitar muito dos processos de uma empresa, deixando-a mais competitiva e preparada para enfrentar a concorrência. As ferramentas tecnológicas podem fazer a diferença em todas as etapas, desde a produção até o sistema gerencial da própria empresa.

A amplitude de aplicações e as facilidades que elas geram não podem ser deixadas de lado pelos empresários. Um exemplo dessas ferramentas são os softwares de gestão, que permitam controlar a rotina administrativa, financeira, de vendas, de recursos humanos, de tributação, dentre outras funcionalidades.

Gostou deste artigo com dicas de gestão de micro e pequenas empresas? Então acesse também esse texto sobre como um software de gestão pode ajudar no planejamento tributário.  

Entre em contato conosco da Lumi Software e veja o que podemos oferecer ao seu empreendimento.

Participação da Lumi Software na Super Agos

 

Na 5ª edição da Convenção e Feira de Negócios para Supermercados e Panificadoras – Super Agos, a Lumi Software é uma das líderes de mercado no segmento de softwares gerenciais, com o Sistema de Automação Comercial Gerencial – SAC GERENCIAL, leva suas soluções em software para Automação Comercial em módulos independentes que vão atuar de forma integrada e inteligente, proporcionando organização, desempenho, redução de custos, economia, eficiência e lucratividade para seu varejo. 

 Visite nosso estande nº 88, além de todas as soluções de gestão, estaremos realizando o sorteio em 23/09/2016, de um leitor de código de barras QS Elgin Nero EL100 USB e 2 tablets – Tela 7 Android 4.4 Kit Kat 8 GB 3G Wi-Fi PretoQuad Core entre outros brindes. O sorteio será válido somente para empresas no ramo de Redes de Supermercados, Atacado e Varejo com sede no estado de Goiás, para participar basta preencher o cadastro clicando aqui.

Comunicado – Novo código para mercadorias sujeitas à Substituição Tributária

Foi prorrogado para 1º de julho o prazo de exigência do Código Especificador da Substituição Tributária – CEST, previsto no Convênio ICMS 90 /2016 publicado no DOU de 13/09. O Código Especificador da Substituição Tributária – CEST é um código que deverá ser utilizado pela SEFAZ para controle da Substituição Tributária e a sua informação deve ser obrigatória nas seguintes CST/CSOSN: CST

  • 10 – tributada com cobrança de ICMS por substituição tributária
  • 30 – isenta ou não tributada com cobrança de ICMS por substituição tributária
  • 60 – ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária
  • 70 – com redução de base de cálculo e cobrança de ICMS por substituição tributária
  • 90 – outros, desde que com a TAG vICMSST

CSOSN

  • 201 – tributada pelo Simples Nacional com permissão de crédito e com cobrança do ICMS por substituição tributária
  • 202 – tributada pelo Simples Nacional sem permissão de crédito e com cobrança do ICMS por substituição tributária
  • 203 – isenção de ICMS do Simples Nacional para a faixa de receita, com cobrança do ICMS por substituição tributária
  • 500 – ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária ou por antecipação;
  • 900 – outros, desde que desde que com valor de ICMS retido por substituição tributária (tag vICMSST diferente de zero)

Prevenção de perdas: como evitar prejuízos no seu negócio?

Você sabia que um dos fatores que mais geram prejuízo para os varejistas são as perdas? São gastos sem nenhuma perspectiva de retorno que fazem com que se perca parte do lucro obtido para cobri-los, interferindo negativamente na saúde econômica de um negócio.

Felizmente, existem formas de se livrar dessa preocupação. No artigo de hoje, daremos 5 dicas de como proteger o seu varejo dos danos causados pelas perdas. Acompanhe!

1. Previsão de demanda

A previsão de demanda consiste numa tentativa de prever o futuro de seu estoque, baseada no histórico da empresa e/ou em avaliações de especialistas. Utilizar o melhor método de previsão de demanda resulta na diminuição de perdas, que podem ser causadas tanto pelo excesso quanto pela falta de produtos no estoque.

O excesso de itens estocados implica em dinheiro parado e a falta significa perda de vendas. Portanto, uma previsão de demanda eficiente pode ser uma grande aliada na prevenção de perdas em seu negócio.

2. Gestão de compras

A gestão de compras é um processo essencial na cadeia de suprimentos, pois é responsável pela aquisição de materiais e deve estar de acordo com diversas análises e cálculos precisos, incluindo a previsão de demanda. Dessa forma, é preciso manter um constante fluxo de suprimentos para que se evitem excedentes e faltas.

Alcançar uma boa gestão de compras possibilita melhorias no aproveitamento de recursos da empresa, sendo uma grande aposta na prevenção de perdas, ao evitar custos desnecessários.

3. Inventário

O inventário auxilia no controle de estoque e é uma importante ferramenta de gestão que pode ajudar a identificar as perdas. Ao fim da realização do inventário, há uma comparação entre o estoque físico e o contábil, que é aquele registrado no sistema.

É recomendável realizar inventários com certa frequência. Ou seja, eles são indispensáveis tanto antes quanto depois da execução dos processos para prevenção de perdas: antes, para que se possa identificar quais são as perdas, a frequência e o motivo delas, possibilitando traçar um bom planejamento e estabelecer metas; e depois, pois permite mensurar os resultados e solucionar possíveis erros.

4. Relação com os fornecedores

É importante haver uma relação de confiança com seus fornecedores. Além disso, é altamente necessário prestar atenção no recebimento de mercadorias, pois esse é um momento em que se está muito exposto a perdas.

Então, a conferência deve ser minuciosa, para que se garanta a harmonia entre as quantidades e os tipos de materiais que estão sendo recebidos com aqueles que constam na nota fiscal.

Também, é preciso tomar cuidado com a segurança, pois a presença de terceiros pode oferecer risco de furtos ou outros problemas do tipo.

5. Indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho são fundamentais na pós implantação de qualquer método, inclusive de prevenção de vendas, pois eles proporcionam o acompanhamento macro dos resultados.

É importante lembrar que devem ser escolhidos indicadores que sejam adequados aos objetivos previamente estabelecidos. Assim, eles poderão mostrar se as perdas foram reduzidas e se ações estão sendo bem-sucedidas.

A prevenção de perdas pode ser um grande desafio para os gestores. Porém, quando o sucesso é alcançado, é fácil perceber que o esforço valeu a pena. Os gastos desnecessários são evitados e, consequentemente, os lucros aumentam. O importante é buscar melhoria constante, minimizando cada vez mais as perdas e garantindo o desenvolvimento e crescimento saudável de seu negócio.

E se você gostou desse post, que tal dividir essas informações com os seus amigos? Compartilhe nas redes sociais! Para contato com um de nossos consultores clique aqui.

 

Aprenda essas 4 maneiras de reduzir custos com a automação comercial!

Com o uso da tecnologia a cada dia mais acessível, uma das possibilidades para os negócios é apostar na automação comercial. Esse tipo de investimento garante que muitos processos se tornem total ou parcialmente automáticos, garantindo vantagens na atuação das empresas.

Uma dessas vantagens diz respeito à redução de custos, o que leva a ganhos de lucratividade e competitividade. Para saber como isso é possível, veja neste post 4 maneiras de reduzir custos com a automação comercial!

Mobilidade em troca de produtividade

A automação comercial permite que haja um ganho importante de mobilidade. Por meio dela, os gestores e tomadores de decisão podem acessar os dados da empresa de qualquer lugar a qualquer instante.

Essa característica torna mais conveniente todo o processo de gestão porque evita a exigência de ficar preso a um computador ou a um local específico. Como resultado, há mais dinamismo na troca de informações, na tomada de decisões e no acompanhamento de dados.

Tudo isso contribui para o aumento da produtividade. Os custos, portanto, ficam menores, já que menos tempo é gasto para que mais tarefas sejam realizadas.

Centralização de processos custa menos

Outro fator importante da automação comercial é que ela oferece uma centralização de processos. Todos os dados ficam reunidos em um só lugar.

Fica mais fácil, por exemplo, saber o estado do estoque ou conhecer a projeção de vendas. Mais do que isso, essa centralização permite o cruzamento de dados para encontrar tendências e pontos que mereçam atenção. Com isso, a gestão fica mais assertiva e os gastos são menores.

Retorno de investimento é rápido e elevado

Imagine que dois investimentos custem o mesmo tanto para um negócio, mas um tenha um retorno maior e mais rápido. Embora a empresa tenha desembolsado o mesmo valor, o investimento de retorno maior e mais rápido é mais “barato”, já que oferece mais vantagens.

É o que acontece com a automação comercial, cujo retorno acontece de maneira rápida, devido à integração da solução.

O resultado é que a cada dia a organização vai economizando mais e vendo o retorno do investimento surgir, o que reduz os custos em geral.

Menos erros levam a menos custos

Outro fator a ser considerado é que uma solução de automação comercial oferece dados muito mais confiáveis. Com a redução da interferência humana, há menos chances de uma análise estar incorreta ou desconsiderar um valor importante, por exemplo.

Isso significa que as tomadas de decisões se apoiam em questões mais corretas, o que leva a um ciclo positivo de acertos e confiança. Dessa forma, há menos chances de um investimento ser feito de forma incorreta ou de um balanço ser avaliado de maneira incompleta, o que diminui os custos associados aos erros.

Uma solução de automação comercial pode reduzir custos ao oferecer mobilidade, produtividade e confiabilidade. Com isso, o processo de decisão fica mais dinâmico, assertivo e o retorno de investimento é maior.

Quer reduzir os custos do seu negócio? Então entre em contato conosco da Lumi Software e veja o que podemos oferecer ao seu empreendimento.