Como um software de gestão ajuda na prevenção de perdas?

 

Quer palavra mais desagradável do que prejuízo para o gestor de negócios? Que tal perda? Nada pior do que ter um sumiço contábil, normalmente originado em negligência ou imperícia do gestor ou dos seus colaboradores, certo? Para se ter uma ideia, de acordo com a pesquisa Ibevar-Provar, que tem apoio do Sebrae, o varejo brasileiro enfrenta um índice de perdas de 2,31%, sendo que, no caso dos pequenos negócios, esse número salta para quase 10%.

Diante desse cenário, é preciso que o gestor se mobilize para otimizar ainda mais os seus resultados. Afinal, as perdas geram impactos diretos nos lucros da empresa. A pergunta de ouro, portanto, é a seguinte: como fazer isso? O melhor caminho é contar com a ajuda da automação.

Neste post, vamos mostrar como os softwares de gestão podem ajudar a sua empresa a trabalhar melhor a prevenção de perdas. Confira a seguir!

Diminuição dos erros de conciliação

Um erro mais comum do que muitos podem imaginar. Muitas vezes, o gestor deixa a cargo dos colaboradores o recebimento das mercadorias, o que é perfeitamente aceitável – afinal, ele precisa lidar com outros assuntos mais importantes. Acontece que, nesse momento, o colaborador pode não ter a informação precisa para a checagem dos produtos e, ao receber menos do que foi pago, certamente vai incorrer no erro de gerar uma perda para a empresa.

Com um software de gestão, as informações são centralizadas, e o colaborador pode se manter informado em tempo real, com todos os dados atualizados. Assim, evita qualquer tipo de erro relacionado ao recebimento.

Composição de estoques mais precisa

Itens estocados por muito tempo também podem gerar perdas, quer pelo vencimento do prazo de validade (como é o caso dos produtos alimentícios), quer pelas condições de estocagem, que podem danificar o produto e fazer com que ele perca o seu valor de venda. Além da possibilidade das perdas, é claro, itens estocados em excesso também representam uma ameaça para o capital de giro do negócio.

Esse é outro ponto onde o software de gestão pode ajudar, já que o gestor terá informações muito mais precisas para compor o seu estoque e poderá se basear em relatórios de períodos passados, fazendo compras na medida.

Total controle financeiro

Por fim, não é apenas na questão de estoques que podemos cometer erros que geram perdas. Muitas vezes, erros contábeis e financeiros, durante a própria elaboração das demonstrações de caixa e de competência, podem confundir o usuário das informações. Assim, ele pode tomar decisões equivocadas e, no futuro, perceber que a sua situação financeira era extremamente diferente.

Além disso, as próprias multas pelo descumprimento de obrigações tributárias principais e acessórias também podem ser consideradas perdas, visto que surgem por conta de uma situação incomum, que prejudica o resultado da empresa. Com um software de gestão, você garante que tais erros não aconteçam e consegue atingir um controle financeiro total!

Conheça também alguns erros que você pode estar cometendo sobre controle de perdas.  Quer saber mais sobre soft de gestão clique aqui.

 

Guia Prático: Otimize os Processos na sua empresa de Varejo.

 

 

Uma das atividades econômicas mais antigas da humanidade, o comércio varejista passou por grandes mudanças ao longo da história, e não foram apenas na forma como vendemos e consumimos produtos. Hoje, além das facilidades promovidas pela tecnologia (que nos trouxe o e-commerce, por exemplo), o setor é considerado um dos motores da economia brasileira: cresceu 106% nos últimos 10 anos, bem acima do PIB do país no mesmo período…

Para receber o nosso material faça o download grátis clique aqui.

Rejeição 750 – NFC-e com valor total superior ao permitido para destinatário não identificado

Sobre a rejeição 750 – NFC-e com valor total superior ao permitido para destinatário não identificado

Causa: Quando for emitida uma NFC-e com Valor Total (vNF) superior a R$ 10.000,00 (dez mil reais) e o Destinatário da NFC-e não for identificado através do CNPJ, CPF ou idEstrangeiro, será retornado a rejeição “750 – NFC-e com valor total superior ao permitido para destinatário não identificado”.

O Valor Total limite que exige que seja identificado o Destinatário pode variar de acordo com a Sefaz.

Exemplo Hipotético:

Foi emitida uma NFC-e com valor total de R$ 12.000,00 (doze mil reais), para pessoa física e não foi informado o CPF do mesmo. Nessa situação, a NFC-e será rejeitada pelo motivo 750.

Veja regra de validação da Sefaz:

 

Referência: 

Manual de Orientação do Contribuinte 

Nota Técnica 2015.002 – v 1.40 (atualizada em 23/03/2016)

 

Automação comercial: quais as principais vantagens dessa ferramenta?

A automação comercial está cada vez mais sendo utilizada em empresas de diversos segmentos e sempre vem acompanhada de bons resultados. Isso não acontece à toa nem é uma tendência passageira porque ela traz benefícios que podem ser acompanhados a curto, médio e longo prazo.

É possível conseguir uma série de benefícios para a empresa, melhorar a sua produtividade e posicionamento no mercado fazendo a automação de maneira correta.

Veja agora quais as vantagens que essa ferramenta traz para o seu negócio e inicie o processo de automação agora mesmo.

Diminuição das falhas humanas

Já dizia a frase: errar é humano. Ao ter que fazer os registros e contas manualmente, a possibilidade de acontecer um erro é bastante grande, porém, quando se opta pela automação, esse percentual reduz para praticamente zero. Isso acontece porque os sistemas passam a ser informatizados e os processos são realizados automaticamente, sem a necessidade de interferência humana.

Maior controle financeiro

Muitas vezes se perde dinheiro e não se sabe exatamente onde ele está sendo empregado ou quais processos são mais onerosos e precisam ser revistos. Ao automatizar os processos, é possível fazer um acompanhamento de toda a empresa, sabendo exatamente o que entra e sai do caixa, a utilização da matéria-prima, os gastos fixos e variáveis, o pagamento de funcionários e outros.

Quando se tem essa ampla visão e uma classificação por segmento, com o auxílio de relatório fica muito mais fácil identificar os custos e tomar decisões estratégicas com bases fortes no planejamento financeiro da empresa.

Integração das informações

Principalmente para empresas que contam com filiais em diversos locais, fica muito mais difícil reunir as informações e gerenciá-las se não houver um processo automatizado. Ao fazer isso, tudo o que acontecer em qualquer filial chegará ao conhecimento da diretoria com mais facilidade, podendo-se fazer comparações e adotar as melhores estratégias.

Sem falar que as informações ficam unificadas em uma única plataforma. Então, sempre que for preciso acessá-las, isso será feito de forma simples e rápida.

Cumprimento da legislação

Imagine ter que declarar ao governo todas as suas vendas de forma manual, ou seja, vender ao cliente, emitir uma nota fiscal, reunir essas informações para a sua área financeira e depois declarar.

Fazer isso de forma segmentada e manualmente, além de ser demorado, pode ser visto até mesmo como sonegação fiscal se, ao fazer uma venda, se esquecer de emitir a nota fiscal. Ao automatizar o processo, tudo será feito de forma automática, fazendo com que a legislação seja cumprida.

Claro que isso não se refere apenas à declaração de recebimentos, mas pode ajudar em outras exigências fiscais diversas.

Melhoria nas vendas com a automação comercial

Imagine saber todos os gostos do cliente e conseguir oferecer produtos que atendam às necessidades dele. Tendo um registro do histórico do cliente, fica muito mais fácil garantir um atendimento personalizado e concretizar a venda.

Gostou de conhecer as vantagens da automação comercial? Aproveite para conhecer 4 erros de gestão de perdas que você pode estar cometendo e automatize o quanto antes o seu negócio.

Como usar a Inteligência Competitiva para melhorar as vendas no varejo!

No contexto atual em que as empresas de varejo enfrentam uma concorrência acirrada — e o consumidor está menos propenso a comprar —, o uso correto da informação se torna um fator crucial para permanecer no mercado. No entanto, é preciso saber que tipo de informação é realmente válido para a empresa.

Fazer a coleta e a organização das informações sobre os concorrentes, os clientes e o mercado é atribuição da inteligência competitiva, também chamada de inteligência de mercado. Depois de organizadas, essas informações são utilizadas para uma análise segura das tendências e dos cenários do mercado. Essa análise, por sua vez, orienta o processo de tomada de decisão no curto e no longo prazo.

Este artigo, portanto, vai te ajudar a usar a inteligência competitiva para melhorar as suas vendas no varejo. Confira!

O que é a inteligência competitiva?

A inteligência competitiva busca coletar e analisar informações com o objetivo de aprimorar as ações tomadas pela empresa, bem como aumentar a competitividade no mercado.

Sendo assim, a inteligência competitiva busca obter dados sobre os clientes e sobre a concorrência da empresa de maneira informal — por meio da imprensa ou de simples conversas. Informações obtidas em diferentes fontes são trabalhadas estrategicamente para a identificação de ameaças e oportunidades.

Utilizando a inteligência competitiva, é possível aprender com os erros e os acertos da concorrência, identificar os impactos que as ações estratégicas da sua empresa têm sobre a concorrência e sobre o mercado, realinhar sua estratégia sempre que necessário e garantir condições de sustentabilidade para o seu negócio.

Como utilizar a inteligência competitiva?

Você pode utilizar a inteligência competitiva para conhecer melhor a concorrência, bem como as ofertas e os diferenciais dos produtos e das condições negociais dessas outras empresas. Também é possível conhecer melhor o seu cliente — os hábitos, as preferências e as demandas de cada um. Sabendo o que a concorrência está apta a oferecer ao seu cliente, você tem as condições necessárias para fazer a melhor oferta.

A inteligência competitiva, portanto, pode ser utilizada na preparação dos seus funcionários, munindo-os de todas as informações necessárias para a realização de boas vendas. Ao conhecerem bem a política de vendas da própria empresa e dos concorrentes, os vendedores são capazes de apontar as principais vantagens da negociação e vencer determinadas objeções dos clientes.

Como captar, selecionar e analisar as informações coletadas?

Se você está se perguntando como vai captar, selecionar e interpretar um volume tão grande de informações, fique tranquilo! Já existem, no mercado, excelentes ferramentas que auxiliam o empreendedor nessa tarefa, como softwares que permitem a automação do estoque, da emissão de notas fiscais, do fluxo de caixa, e de muitas outras funções.

A automação dessas atividades é essencial para a otimização do tempo, além de permitir a captação de inúmeras informações importantes para a empresa e promover a integração entre vários setores. Dessa forma, é possível implementar melhores estratégias de venda, de captação e de fidelização de clientes.

Gostou desse artigo? Leia também 5 excelentes dicas para superar a crise econômica no varejo! 

Clique aqui e acesse nosso site.